Saúde

Foto: Divulgação

O município de Colinas do Tocantins foi selecionado entre as cidades da região norte do País para receber em breve R$ 340 mil do Governo Federal destinados para a implantação da Farmácia Viva, do Ministério da Saúde. O resultado da seleção, foi divulgado no último dia 16.

A Farmácia Viva de Colinas será a primeira a funcionar regulamentada em todo o Tocantins e tem como objetivo a implantação de uma horta para o cultivo das plantas medicinais voltadas para o tratamento fitoterápico. A horta reunirá espécies popularmente conhecidas como a babosa, espinheira santa, guaco, hortelã, capim-limão, maracujá, carqueja, boldo, sabugueiro, quebra pedra, melissa, arnica, entre outras, que têm estudos e comprovação cientifica da sua eficácia e segurança.

O projeto foi elaborado pela equipe da Secretaria de Saúde de Colinas, sob a coordenação da farmacêutica Bárbara Gizélia Mozzato e com a colaboração das profissionais, Domingas Alves de Sousa e Floraci Gabriel Sampaio. Ele contempla três eixos: a seleção e cultivo de plantas medicinais, onde acontece o controle e acompanhamento do cultivo das espécies medicinais a serem utilizadas no projeto; a dispensação, que corresponde a utilização das formulações fitoterápicas e por fim, a capacitação, que trata de preparar os profissionais para trabalhar em todas as etapas do projeto

De acordo com Mozzato, a horta irá obedecer aos critérios exigidos na legislação do programa nacional de plantas medicinais e fitoterápicos, resultando assim na criação de produtos manipulados de qualidade e devidamente aprovados pelos órgãos de fiscalização e controle destes produtos que estarão na farmácia para distribuição à população.

Com a implantação da Farmácia Viva serão produzidos cremes, pomadas, tinturas, extratos secos, cápsulas e xaropes e mais pessoas serão capacitadas para lidar com a manipulação destes produtos que por sua vez, alcançarão um maior número de usuários. Outra mudança trazida pelo projeto é voltada para os profissionais da rede de atenção básica que deverão ser capacitados para atender com as informações corretas os usuários que realizarem prevenção e tratamento com plantas medicinais.

Em Colinas do Tocantins, já existe há cerca de 20 anos o trabalho de cultivo de algumas plantas medicinais de onde são produzidos o xarope multimistura e também pílulas de alho e babosa para tratamento fitoterápico, que funciona como uma cozinha alternativa.

Conforme as orientações do Ministério, a farmácia será implantada no mesmo local onde serão produzidas as formulações, que serão dispensadas por profissional técnico da área, seguindo critérios estabelecidos de acordo com as demandas da ESF-Estratégia de Saúde da Família.

No contexto da Política Nacional de Assistência Farmacêutica, a Farmácia Viva deverá realizar todas as etapas, desde o cultivo, a coleta, o processamento, o armazenamento de plantas medicinais, a manipulação e a dispensação de preparações magistrais e oficiais de plantas medicinais e fitoterápicas. Não sendo permitido a comercialização destes produtos, somente a distribuição gratuita.