Geral

Foto: Divulgação

​O mês de agosto é famoso pelos ventos fortes é o preferido da criançada para empinar pipas. Contudo, a brincadeira pode se tornar perigosa quando acontece perto das redes de energia elétrica. Nicola Franceli, coordenador de Saúde e Segurança do Trabalho da Energisa Tocantins, orienta que a atividade aconteça sempre o mais longe possível dos fios. “Os riscos são enormes. O maior deles são os acidentes com choques elétricos, podendo levar à morte. E tem também os prejuízos com a interrupção no fornecimento de energia elétrica”, pontua Nicola.

O uso do cerol é outro agravante. Muitas vezes, além do vidro moído, os jovens utilizam outros materiais que são condutores de energia elétrica. Em contato com a rede, pode acontecer uma descarga. “Sem contar o perigo que representa principalmente para os motociclistas, já que a linha torna-se afiada e pode machucar com gravidade”, lembra o coordenador.

Enrosco

Caso a pipa enrosque na rede, a orientação da Energisa Tocantins é não tentar retirar. O uso de barras de ferro, pedaços de madeira e até os chamados “lança-gatos” (linha amarrada a uma pedra) também representa risco de choque elétrico.

Apoio

Frequentemente, equipes da Energisa Tocantins circulam pelos bairros orientando pais e jovens sobre os perigos de empinar pipas próximo às redes. Caso a brincadeira venha a trazer problemas no fornecimento de energia elétrica, a distribuidora orienta que os consumidores entrem em contato pelo 0800 721 3330 e solicitem uma equipe para retirar a pipa dos fios.

Por: Redação

Tags: Energisa, Nicola Franceli