Polí­tica

Foto: Divulgação Rogério Freitas lançou muitas críticas ao candidato a vereador Rogério Freitas lançou muitas críticas ao candidato a vereador

O presidente da Câmara de Palmas, Rogério Freitas (PMDB) usou a tribuna da Casa, na sessão desta quinta-feira, 25 de agosto, para criticar o ex-secretário de Integração Social e candidato a vereador Tiago Andrino. O candidato teria criticado a atuação dos vereadores da Capital e Freitas não gostou nada das declarações. “Se nós formos observar o passado não muito distante desse rapaz, qual é a profissão dele, além de puxar saco de prefeito?! E ele se julga mais importante, mais preparado do que todos os palmenses. Ele subestima a nossa inteligência”, afirmou Freitas.

Segundo Rogério Freitas, na Câmara de Palmas há procurador, auditor concursado, empresários, militares, professores e comerciantes. “Eu tenho acompanhado aquele candidato a vereador o malandrine, malandrinho, alguma coisa assim, apontar o dedo a esta instituição e ele ousa inclusive a apontar a todos os candidatos majoritários, que não os da chapa dele”, disse Freitas.

Freitas disse que Tiago Andrino está frequentando igrejas em Palmas, acompanhando por pastores, para dizer ser preciso mudar a Câmara de Palmas. “Hoje ele anda com uns pastores malandros também, ele anda com esses pastores frequentando as igrejas dizendo que é preciso mudar a Câmara porque a Câmara aqui é descompromissada, mentiroso! Essa Câmara tem compromisso é com os palmenses", frisou Rogério Freitas.

Ainda de acordo com o presidente da Câmara, Andrino não sabe o que quer defender. “Esse rapazinho, se vocês tiverem oportunidade de assistir e de ver aqueles vídeos de WhatsApp, ele dizia há três anos que era veementemente contra a reeleição, hoje ele pede voto a um candidato para reeleição (prefeito Amastha). Nem ele sabe o que quer defender!”, afirmou.

Rogério Freitas continuou com as críticas ao candidato a vereador, Tiago Andrino. Para o presidente da Câmara, Andrino sabe iludir e ludibriar as pessoas. “Ele sabe sim iludir e ludibriar pessoas. Ele esteve à frente de uma secretaria aqui do município e talvez, se um dia ele tiver que entregar um curriculum numa empresa, seja a única coisa que ele tenha a colocar, que foi secretário, ele assumiu várias pastas nesta gestão, secretário por várias vezes. Esse é o curriculum dele, antes disso ele não teve vida. Teve vida de militante estudantil que tocava fogo em ônibus em Santa Catarina, resume aí e acaba o passado político dele”, disse Freitas.

Freitas disse que Andrino não fez nada, enquanto era secretário. "Ele vai ter que melhorar muito o discurso e vai ter que ter serviço prestado nessa cidade antes de poder apontar o dedo para quem quer que seja aqui nessa cidade", frisou.  

Princesa Isabel

O vereador Milton Neris (PP) complementou, chamando Andrino de Princesa Isabel. "Em um depoimento, esse cidadão, que no meu entendimento foi o maior desperdício que essa cidade fez de colocá-lo como secretário porque passou ali parecendo uma princesa Isabel, ele nunca fez nada, não tem nada de regularização que ocorreu por parte desse cidadão a não ser ficar batendo tapinha nas costas de todo mundo. Ele disse em uma reunião que esta Câmara de Vereadores é a mais cara do País e eu em todas as reuniões, digo à sociedade quanto que eu ganho, eu ganho R$ 12 mil, que é 50% do salário de um deputado estadual. Só que ele não tem coragem de dizer para a sociedade de Palmas que ele recebeu R$ 15 mil por mês como secretário para não fazer nada, porque o resultado dele é nada", afirmou. 

Neris ainda disse que Andrino é o rei de arrumar contrato na Prefeitura de Palmas para cabos eleitorais. "A única coisa que ele tem é o secretário Adir Gentil, que também não é daqui, que utiliza a Prefeitura para poder arrumar emprego para cabo eleitoral, para poder votar nele. Porque é isso que está acontecendo! É o rei de arrumar contrato na Prefeitura para ser cabo eleitoral dele, isso coordenado pelo secretário Adir Gentil", disse e complementou: "Então esse malandrino deveria dizer para a sociedade que a população de Palmas pagou para ele até poucos dias R$ 15 mil por mês para ele não fazer nada, a não ser mentir e enganar e atacar os outros". 

Confira a sessão de hoje: