Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador Milton Neris (PP) acusou a Prefeitura de Palmas, na tribuna da Câmara de Palmas, na sessão desta quinta-feira, 25, de patrocinar calote, juntamente com empresa de Anápolis, em trabalhadores palmenses. Segundo o vereador, a empresa Life Publicidade e Construções Ltda foi contratada pela Secretaria de Infraestrutura da Capital para serviço de pavimentação nas Quadras 1103 e 1003 Sul. 

O vereador disse que ontem, 24, esteve com moradores das quadras e a população relatou problemas com a empresa. Segundo Neris, a Life Publicidade contratou fornecedores de caminhões, de máquinas, fornecedores de alimentação, de cimento, para trabalharem junto no serviço, nas quadras. No entanto, segundo o vereador, esses fornecedores não receberam. “Esses fornecedores estão recebendo um calote patrocinado pelo poder público”, frisou Milton Neris.

No período de 1º de junho a 28 de julho quem forneceu refeição tem R$ 13 mil para receber. No mesmo período, segundo Neris, o pessoal responsável pela topografia da obra, tem R$ 53 mil para receber e ainda, de acordo com o vereador, o dono de um caminhão está com dois cheques sem fundos da empresa, recebidos pela locação do veículo. “Quem está levando o calote são os homens e as mulheres que trabalharam nesta obra, hora fornecendo comida, hora colocando o seu caminhão para trabalhar ou os seus equipamentos e o poder público nesse momento simplesmente virou as costas e não está preocupado com a comunidade da 1003 e da 1103”, afirmou o parlamentar.

Os trabalhadores estão denunciando a falta de pagamento no Ministério Público. Para Neris, a Prefeitura de Palmas não está preocupada com a população dessas quadras porque as ruas continuam escavadas. “Estão lá com buracos nas suas ruas, com um montante de material atrapalhando porque piorou ainda, em relação do que era. E o poder público ao virar as costas está patrocinando esse calote desta empresa com os palmenses que trabalham na nossa cidade e não podemos permitir isso”, reafirmou.

De acordo com Neris, a empresa é de Anápolis e tem quem coordena e quem administra o negócio em Palmas. “Um vereador de um partido político de um secretário ligado a gestão do município”, informou.

A principal atividade da empresa, segundo Neris, é publicidade. “Não que não possa ser construção também, mas é estranho uma empresa que tem como foco principal fazer publicidade e de repente essa mesma empresa ter um corpo técnico para fazer obra. Obra de drenagem, de pavimentação, obra complexa, obra que não é qualquer empresa que faz”, posicionou.

Milton Neris informou que o responsável por contratar a empresa foi a Secretaria de Infraestrutura mas que o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, sabe o que acontece. “O prefeito também sabe e sabe porque ele foi lá vistoriar, foi lá dizer que ia fazer a obra, foi lá prometer e isso não ocorreu”, disse Neris. 

O vereador disse que as denúncias não param por aí. Segundo Neris, não existe escritório no endereço que cita a empresa. "Na verdade é uma empresa que deve existir debaixo dos braços de alguém", acusou.