Polí­tica

Foto: Divulgação

A candidata da coligação "Frente por Palmas", Claudia Lelis (PV), reuniu-se na noite dessa segunda-feira, 5, com representantes de várias denominações do segmento evangélico da Capital. Na ocasião, a candidata prometeu debater com o seguimento, a organização do evento Palmas Capital da Fé, hoje realizado pela gestão municipal sem ouvir as Igrejas.

“Estamos propondo uma gestão participativa, que vai acontecer com a contribuição de todos os seguimentos, inclusive do seguimento evangélico, que é hoje um dos mais importantes da nossa cidade. Nós vamos manter o Palmas Capital da Fé, porém, antes de fazer, vamos debater com as igrejas a forma como o evento vai acontecer. Queremos a presença de grandes artistas sim, mas vamos priorizar o artistas na nossa cidade e da nossa região. Hoje a Prefeitura faz a programação sem ouvir o seguimento, traz cantores de renome nacional, isso é bom, mas precisamos dar a oportunidades a quem é da nossa terra e valorizar o trabalho que hoje já vem sendo feito pela Igrejas da nossa cidade”, prometeu. 

Claudia Lelis também elogiou o trabalho social que os evangélicos realizam na Capital e anunciou a criação de uma clínica de recuperação para dependentes químicos. "É meu compromisso a instalação de uma Clínica Municipal para recuperação de dependentes químicos. Vamos fazer isso através do programa Viva a Vida, onde os dependentes terão tratamento adequado e terão sua reinserção na sociedade, mas para isso, vamos fazer uma parceria com as igrejas que hoje já fazem esse trabalho sem nenhum apoio do poder público municipal”, declarou.

Também presente no evento, o deputado Estadual e pastor da Assembléia de Deus, Eli Borges (PROS), afirmou que está com Claudia porque conhece a história da candidata e tem certeza que ela fará o enfrentamento necessário para mudar a realidade que Palmas estar vivendo. "A Claudia tem uma missão que é promover uma revolução na Cidade", destacou e acrescentando, "faça uma parceria com quem entende de vida, de gente, de quem quer ser justo, governando para o povo", destacou Eli para a candidata.

Borges também teceu críticas a atual gestão e lembrou que falta incentivo por parte da Gestão Municipal às igrejas. “Ninguém aguenta mais pagar tão caro para usar o espaço cultural para fazer um congresso, como pagar altas taxas para usar um bem público. Precisamos renovar, mudar, buscar novas alternativas e dia 2 de outubro é a nossa chance", ressaltou Eli.

Apoios

O Pastor João Mota, da Igreja Presbiteriana do Brasil disse que Claudia é uma pessoa determinada e amorosa e irá fazer o melhor para Palmas. "Vamos redobrar nosso trabalho, será uma campanha vitoriosa", destacou,".

O pastor José Alexandrino, da Igreja Assembleia de Deus Seta, disse que sua decisão pelo apoio à Claudia se deu pelo dinamismo e a vontade de transformar a realidade de Palmas. "Suas propostas me convenceram", destacou.