Esporte

Foto: Sanderson Pereira Nessa sexta-feira a penúltima etapa do Sertões passou pelo Jalapão Nessa sexta-feira a penúltima etapa do Sertões passou pelo Jalapão

 Nesta sexta-feira, 9, o Rally dos Sertões completou a penúltima etapa e montou acampamento em Ponte Alta, TO. E foi sob um calor de 38 graus, que os competidores chegaram à cidade cenário de várias edições da prova, após finalizarem a etapa maratona - na qual os veículos ficaram sem manutenção por dois dias de certame. A largada da 6ª etapa aconteceu em Mateiros, foram 520,95 quilômetros, sendo 514,98 quilômetros de cronometro aberto, um verdadeiro teste de resistência. 

Na categoria Production, o piloto Celso Macedo e a navegadora Belén Macedo, enfrentaram os desafios do sexto dia. "Esta etapa que encerrou a maratona foi mais uma missão difícil. Afinal, encarar 515 quilômetros sem nenhuma manutenção, não é para qualquer veículo. O calor esteve absurdo e precisamos ficar atentos a temperatura do motor", comentou Celso, que descreveu o dia. "Percurso contou com chão batido, piçarras e muita areia", acrescentou o piloto da Macedo's Rally Team que comanda uma Mitsubishi Pajero TR4. 

Mas engana-se quem pensa que tudo está definido. Depois da etapa Maratona e do Jalapão, o último dia do Rally dos Sertões sai de Ponte Alta rumo a Praia da Graciosa em Palmas, no Tocantins, para mais 243 quilômetros, dos quais 191,54 quilômetros de trecho cronometrado que promete ter de tudo. "Acredito que a 7ª etapa exigirá bastante da navegação", palpitou Belén Macedo.

Depois de quatro quilômetros de deslocamento inicial, segue por estradas de piçarra, com trechos sinuosos de altíssimas velocidades. Na sequência, aparecem estradas menores, com erosões, riachos, depressões e pedras. No último trecho, a prova fica rápida novamente e segue assim até a última descida da serra. O final da especial será em Taquaruçu, na TO-030. 

O Rally dos Sertões é a maior prova de rali brasileira e o mais extenso que acontece dentro do mesmo país, este ano a caravana percorrerá 3.212,17 quilômetros de prova, sendo 2.357,17 quilômetros de especiais, dividida em prólogo e sete etapas. No roteiro estão as cidades de Goiânia, Padre Bernardo (GO), Cavalcante (GO), Posse (GO), Luís Eduardo Magalhães (BA), Mateiros (TO), Ponte Alta (TO) e a chegada acontecerá em Palmas (TO), dia 10 de setembro, com a cerimônia de premiação. 

A equipe Macedo's Rally Team conta com o patrocínio da Dry Man (Absorvente Urinário Masculino) e apoio da Radiex Produtos Automotivos, Cobreq, Itu Trailer, Road Tech Acessórios.

Resultado 6ª etapa na categoria Production-T2:

1) 339 - Nadimir de Oliveira/Ricardo A. da Silva, TR4 ER, 09h16m10s

2) 341 - Vilson Thomas/Rafael M. da Luz, TR4 ER, 09h27m19s

3) 344 - Sven Fischer/João Luis Stal, Pajero, 09h30m00s

4) 342 - Frederico da Silva/José Tomich Jr., TR4 ER, 09h30m00s

5) 340 - Flávio Lunarde/Fred.B da Silva, S 10 LS, 09h30m00s

6) 345 - Fabio Freire/João Afro Leal, TR4, 09h30m00s

7) 318 - Daltro Maronezi/Guilherme Rezende, TR4, 09h30m00s

8) 330 - Celso Macedo/Belén Macedo, TR4 ER, 09h30m00s 

Acumulado após seis etapas na Production-T2

1) 339 - Nadimir de Oliveira/Ricardo A. da Silva, TR4 ER, 33h47m39s

2) 345 - Fabio Freire/João Afro Leal, TR4, 37h24m43s

3) 344 - Sven Fischer/João Luís Stal, Pajero, 37h29m25s

4) 342 - Frederico da Silva/José Tomich Jr., TR4 ER, 38h37m19s

5) 340 - Flávio Lunarde/Fred B. da Silva, S 10 LS, 38h37m36s

6) 330 - Celso Macedo/Belén Macedo, TR4 ER, 39h07m07s 

7) 341 - Vilson Thomas/Rafael M. da Luz, TR4 ER, 39h27m04s

8) 318 - Daltro Maronezi/Guilherme Rezende, TR4, 50h28m36s

Programação

Total da prova: 3.212,17 km

Total de trechos cronometrados: 2.357,17 km

74% de trechos cronometrados (recorde em 24 anos de história)

Sábado, dia 10/09 - Etapa 7

Ponte Alta (TO) - Palmas (TO)

Deslocamento inicial: 4,61 km

Trecho especial: 191,54 km

Deslocamento final: 47,46 km

Total do dia: 243,61 km

Por: Redação

Tags: Esporte, Rally dos Sertões