Polí­tica

Foto: Divulgação

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE) decidiu instaurar processo de investigação contra das obras da Via Lago, uma das principais obras de infraestrutura da gestão do prefeito Ronaldo Dimas em Araguaina/TO.

Segundo a Resolução 314/2016, publicada no Boletim Oficial do TCE na terça-feira, 6, o tribunal abriu investigação e enviou auditores para inspecionar indícios de irregularidades como superfaturamento nos procedimentos administrativos da contratação da empresa Via Lago.

Entre os pontos a serem investigados a pedido do conselheiro André Luiz de Matos Gonçalves, os técnicos do TCE vão averiguar a formalidade do processo licitatório da obra, especialmente os projetos básicos e executivo, bem como a execução contratual, inclusive se as medições e pagamentos condizem com a respectiva execução da obra.

Orçada em R$ 16,8 milhões, com recursos do governo federal e contrapartida municipal, as obras foram iniciadas pelo prefeito em outubro de 2014. A Via Lago terá 1,56 km de extensão, começando no fim da Marginal Neblina (no cruzamento com a Avenida Filadélfia) seguindo até os setores Lago Azul, Cidade Nova e Nova Morada. No final da avenida, será construída a ponte, cujo contrato foi assinado em outubro de 2015.

Pouco tempo depois da assinatura do contrato da ponte, as obras da Via Lago foram paralisadas. Durante o período eleitoral, a Prefeitura retomou a movimentação de máquinas e funcionários no local, mas as obras podem ser suspensas após a decisão do Tribunal de Contas.