Polí­tica

Foto: Divulgação

O juiz eleitoral da 13ª Zona Eleitoral de Cristalândia, Wellington Magalhães, e o chefe de cartório, Carlos Moreno dos Santos Júnior, visitaram nos dias 9 e 10 de setembro as comunidades indígenas da Ilha do Bananal, Aldeias Macaúba (226 eleitores), Aldeia Fontoura (321 eleitores) e Aldeia Santa Isabel (459 eleitores). Durante a reunião os integrantes da Justiça Eleitoral buscaram esclarecer aos líderes indígenas a importância do processo eleitoral para garantir os direitos de cidadania.

Também foi tratada a questão da segurança do processo eleitoral, que contará com apoio da Polícia Militar do Estado do Tocantins. A Justiça Eleitoral também aproveitou o ensejo para tirar dúvidas e ouvir reclamações das comunidades.

"O trabalho da Justiça Eleitoral nas comunidades indígenas visa garantir um amplo e irrestrito acesso à justiça, especialmente através do diálogo intercultural. É por meio dessa proximidade que procuramos entender a complexidade da nossa cultura, de modo a construir uma cidadania plena, sem distinções de qualquer natureza", destacou o juiz Wellington Magalhães.  

Também participaram da reunião representantes das duas coligações majoritárias do Município de Lagoa da Confusão. A missão contou com o apoio da Polícia Militar do Tocantins e da Prefeitura Municipal de Lagoa da Confusão.