Estado

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Tocantins (Sindjor/TO) encaminhou nota à imprensa nesta sexta-feira, 16, esclarecendo apoio aos servidores públicos do Estado em greve e informando não integrar a Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Tocantins (Fesserto). 

O Sindicato informou esperar que Governo atenda as demandas dos Sindicatos e contemple os direitos dos servidores públicos do Estado do Tocantins. 

Confira nota na íntegra  

Nota de Esclarecimento   

O Sindjor – TO Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Tocantins vem a público esclarecer que reconhece a greve dos Servidores Públicos Estaduais como movimento legítimo do trabalhador em busca dos seus direitos, e desde as primeiras movimentações das entidades para garantir os retroativos da data-base de 2015 e o pagamento referente a de 2016 – anterior a deflagração da greve - tem participado das reuniões/articulações para garantir e defender os direitos dos jornalistas que integram o quadro geral, dessa forma esteve presente tanto nos encontros promovidos pelo MUSME – Movimento de União dos Servidores Civis e Militares Estaduais Tocantins e da FESSERTO – Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Tocantins.         

Esclarece ainda que, ao contrário do que vem sendo divulgado em vários veículos de comunicação, o Sindjor-TO não é filiado a FESSERTO, e sim a FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas.  

Por fim espera que Governo  atenda as demandas dos Sindicatos e contemple os direitos dos servidores públicos do Estado do Tocantins. 

Alessandra Bacelar

Presidente do Sindjor-TO                                                         

Por: Redação

Tags: Fesserto, Greve, Sindjor