Polí­tica

Foto: Divulgação

Candidato a prefeito de Palmas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) o deputado Zé Roberto participou na noite de domingo, 25, de um debate realizado pela TV Record Tocantins e pela Associação Comercial e Empresarial de Palmas (Acipa). Na ocasião, Zé Roberto respondeu a perguntas sobre temas como saúde, segurança, regularização fundiária, esporte, lazer e mobilidade urbana. O candidato também criticou a postura do candidato a reeleição, Carlos Amastha, por não comparecer ao debate. “Lamento a ausência do atual prefeito. Como gestor, é preciso responder  aos questionamentos do população. Não adianta correr, pois essas questões tanto o  povo quanto os candidatos precisam fazer”, declarou.

Questionado sobre a regularização fundiária, um problema que o candidato vem debatendo por ser fruto da especulação imobiliária, Zé Roberto contou que, como superintendente do Incra, enfrentou vários desafios para resolver a questão da terra, da posse e do domínio de lotes. “A prefeitura tem papel fundamental nas negociações. Em nosso mandato, trabalharemos duramente para que isso seja solucionado, e somente em último caso faremos a desapropriações e com recursos das titulações pagaremos os proprietários”, disse.

Propostas

Sobre esporte, o candidato pretende fortalecer as práticas esportivas para que os alunos que se destacarem tenham uma escola municipal para aperfeiçoamento das habilidades. "Esse é o projeto que temos dentro das escolas municipais e principalmente precisamos fazer uma integração com todo o nosso município. Então realizaremos torneios e olimpíadas para que todos os alunos das escolas públicas e particulares possam participar”, disse.

Zé Roberto também explicou que até há pouco tempo a guarda metropolitana só poderia guardar o patrimônio da prefeitura, mas agora ela pode auxiliar na segurança por meio de parceria com o Estado e a Polícia Civil e Militar.  "Através da guarda metropolitana, a prefeitura também pode contribuir, uma vez que hoje a lei permite isso. Então a nossa proposta é criar a Guarda Comunitária, na qual a guarda metropolitana trabalhará diretamente nas nossas quadras, nos setores de nossa cidade, conhecendo a população e moradores para poder ajudar na segurança da nossa cidade”, afirmou.

O candidato destacou ainda que é preciso que a prefeitura melhore a iluminação dos espaços públicos, das praças e das áreas de responsabilidade do município e cobrar das áreas particulares que se mantenham limpas, para que não se tornem locais onde marginais possam se esconder. Além disso, o candidato enfatizou a necessidade de campanhas de combate à violência. “O município tem capacidade de, assim como faz em outras áreas, realizar uma campanha que desarme o espírito violento da nossa cidade”, explicou.

Sobre a necessidade de mais espaço de lazer, Zé Roberto comentou que em todas as reuniões feitas para ouvir a população na região sul e principalmente na região norte, houve uma grande demanda por um espaço de lazer onde a juventude e a população mais adulta possam praticar seus esportes. “Em nossa proposta, construiremos nas regiões norte e sul da Capital um parque nos moldes do Parque Cesamar", afirmou.

Transporte público também foi um assunto bastante debatido pelo candidato. "Melhoraremos o transporte coletivo atual, com segurança, teremos banheiros confortáveis e mudaremos os pontos de ônibus. Implantaremos pontos de ônibus num material que não se aqueça tanto e tenha um desenho mais adequado", destacou. Além disso, Zé Roberto avaliou não ser necessário neste momento o BRT em Palmas. “Em nossa gestão não implementaremos o BRT. As indicações técnicas para a implantação de um transporte coletivo de massa como o BRT passam pela necessidade de muitos mais cidadãos”, afirmou.

O candidato destacou que tem trabalhado, desde o início da campanha, para que seja possível construir uma cidade diferente do que sempre foi a gestão pública do nosso município. “Nosso projeto difere das outras candidaturas e é construído a partir das necessidades daqueles que utilizam o serviço público. Essa é a grande mudança que queremos fazer nesta cidade: trazer o recurso público para aqueles que o utilizam no nosso município”, finalizou.