Economia

Foto: Divulgação

Ao sair de casa para comprar o presente do Dia das Crianças, os consumidores vão à busca de mais descontos no preço dos produtos. Dos entrevistados pela Pesquisa de Expectativa de Consumo, realizada pelo Instituto Fecomércio em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Palmas, 37,5% disseram que os descontos são decisivos no momento da compra. Já para Gurupi e Araguaína, os números são de 35,9% e 32,1% respectivamente.

O tradicional pedido de desconto, que já faz parte do cotidiano do consumidor, estará fortemente presente nas compras desta data comemorativa. “A economia ainda está se recuperando, então é esperado que os clientes atuem de maneira mais cautelosa quanto ao consumo e procurem alternativas para gastar menos”, comenta o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni.

Intenção de consumo

Dos entrevistados de Palmas, 44,6% pretendem presentear no Dia das Crianças, predominantemente os filhos. Os brinquedos (48,7%) devem ser os produtos mais procurados, seguido de roupas (32,2%) e calçados (14,3%). Os consumidores devem gastar entre R$ 150,01 e R$ 250,00, e disseram preferir pagar em dinheiro (44,1%).

Já em Araguaína, 46,3% intencionam agradar as crianças, principalmente os filhos (49,8%). Por lá, os brinquedos também foram os mais citados como opção de presente (57,8%) e mais da metade dos entrevistados (53,5%) pretende gastar até R$ 50,00 e pagar em dinheiro (65,9%).

Os dados são semelhantes aos de Gurupi, onde 47,9% dos consumidores disseram ter intenção de comprar presentes para as crianças, sendo que 32,1% apontam os filhos como possíveis beneficiados na data com brinquedos (54,4%). Os presentes escolhidos devem custar até R$ 50,00 para 50,8% dos entrevistados e 75,9% disseram que vão pagar em dinheiro.

O objetivo da pesquisa de Expectativa de Consumo é dar subsídio aos empresários para o planejamento de vendas na data comemorativa. A pesquisa completa está disponível no site www.institutofecomercioto.com.br.