Polí­tica

Foto: Divulgação

O debate Rede Globo/TV Anhanguera realizado na noite desta última quinta-feira, 29, com os candidatos a prefeito de Palmas/TO, Carlos Amastha (PSB), Raul Filho (PR), vice-governadora Cláudia Lélis (PV) e deputado estadual José Roberto Forzani (PT), rendeu muitas alfinetadas. Raul Filho chegou a chamar o prefeito e candidato à reeleição Amastha de “cara de pau”, após o gestor falar em desonestidade, dizer ser a renovação, afirmar que Raul tem praticado velhas práticas políticas e ainda, relacionar a família de Raul Filho no debate, chegando a falar em "quadrilha". “O que é intolerável é essa cara de pau de um cidadão desonesto que montou a maior quadrilha da história dessa cidade, que usurpa esse poder público e vem falar aqui de desonestidade e de família", disse Raul Filho acerca do prefeito. 

Amastha chegou a dizer que quando Raul Filho foi prefeito de Palmas, tinha toda a sua família “pendurada” na gestão. Raul chamou o prefeito de mentiroso. “É impressionante como o prefeito Amastha consegue mentir e acho que só ele mesmo se convence, porque quem está do outro lado da câmera sabe que vossa excelência não é verdadeiro. Essa história de falar de familiocracia, o nosso governo sempre respeitou. Nunca tive parente em serviços públicos e cunhado não é parente”, disse. Raul disse que Amastha é que tem parentes “indiretamente se beneficiando do dinheiro público” da capital.

Os candidatos responderam questões nas áreas Emprego e Renda, Cultura e Lazer, Educação, Saneamento, Saúde, Funcionalismo Público, transparência, entre outras.

Raul Filho disse que a área da Cultura em Palmas está desassistida, sendo preciso o seu fortalecimento. José Roberto Forzani defendeu que os artistas da Capital precisam de chances através de editais, defendeu um conselho atuante, plano municipal da cultura e um fundo da cultura, dando suporte a área.

Educação

Na área da Educação, a candidata Claudia Lelis destacou que os CMEIS não atendem toda a população de Palmas e as escolas de tempo integral não funcionam realmente em tempo integral, acrescentando que algumas não fornecem nem merenda escolar. Para o candidato do Partido dos Trabalhadores, José Roberto Forzani, é necessário haver diálogo com os trabalhadores da Educação, expandir vagas, mudar o atendimento as crianças. “Precisamos principalmente climatizar as nossas salas de aula. Eu sou deputado estadual, visito muitos municípios e municípios menores que o nosso, com a renda muito menor que a nossa tem as salas climatizadas”, alfinetou.

Durante o debate Amastha ainda defendeu que a Educação “avançou muito” em Palmas, mas Raul Filho rebateu afirmando que o prefeito “mente descaradamente” e gasta em outras áreas, deixando de investir em áreas prioritárias - na Educação e Saúde. "O grave problema do prefeito é mentir descaradamente. A sociedade consegue compreender suas mentiras", disse Raul. 

Saneamento

Carlos Amastha questionou Claudia Lelis sobre que medidas pretende tomar para que aconteça avanços na área de saneamento. A candidata aproveitou para alfinetar: “Vamos trabalhar com projetos de obras planejadas, estruturantes, com técnicos especializados e com responsabilidade para que não aconteça o que aconteceu com as obras de drenagem da cidade que gastaram-se milhões e na primeira chuva inundou a cidade toda”, disse.

STJ

A vice-governadora Cláudia Lelis também alfinetou Raul, dizendo que o mesmo insiste em “ignorar decisão do Superior Tribunal de Justiça que afirma que o senhor está inelegível. O senhor vai continuar iludindo o povo de Palmas”, questionou Cláudia. Raul ironizou: “Não sei porque que vocês tem tanto medo de me enfrentar nas urnas. Que que está acontecendo? É medo da opinião pública? A comprovação da minha elegibilidade está na Justiça”, rebateu Raul.