Educação

Foto: Divulgação Em sua redação, Emanoel trabalhou o esporte como ferramenta de inserção social Em sua redação, Emanoel trabalhou o esporte como ferramenta de inserção social

O Senado Federal divulgou na sexta-feira, 7, a lista dos selecionados do programa Jovem Senador 2016. Do Tocantins, foi escolhido o estudante Emanoel Carvalho Silva, da Escola Estadual Silvandira Sousa Lima, de Araguaína, que apresentou a redação “Inclusão através do esporte”, sob a orientação da professora Maria Noemia Alves. Como premiação, o estudante irá vivenciar a rotina de um senador da República, em Brasília, com hospedagem, alimentação e transporte por conta do Congresso Nacional.

O concurso é realizado em três etapas: escolar, estadual e nacional. Na primeira, cada unidade de ensino participante seleciona uma redação e encaminha para a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). Na fase seguinte a Seduc seleciona os três melhores textos e encaminha para o Senado Federal, juntamente com as fichas de inscrição e cópia dos documentos dos participantes. Na etapa final, as redações serão avaliadas pelo parlamento, que será responsável por selecionar 27 finalistas, um de cada unidade da Federação.

O tema central do concurso de redação do senado neste ano foi “Esporte, Educação e Inclusão” e os estudantes de todo o Brasil deveriam produzir seus textos a partir desta temática. Sob o título “Inclusão através do esporte”, Emanoel tratou o esporte como ferramenta de inserção social, tendo como eixo principal a Lei de Incentivo ao Esporte (11.438/2006).

“O esporte é uma ferramenta eficaz na construção de uma sociedade acolhedora, que sabe respeitar as diferenças e assim possibilita que cada indivíduo desenvolva todas as suas potencialidades físicas, morais e éticas”, diz um trecho da redação.

Para o autor, ter poder conhecer um pouco mais profundamente a realidade e o trabalho no Senado é uma oportunidade única. “Fiquei muito feliz em ter sido escolhido. Estou muito ansioso para viajar e conhecer mais de perto como é o dia a dia de um senador e do Congresso”, completou.

A jornada acontece em Brasília no período de 28 de novembro a 3 de dezembro de 2016. A viagem dos 27 classificados na etapa final, bem como a hospedagem, o traslado e a alimentação serão custeados pelo Senado Federal.

De acordo com o gerente de Projetos Educacionais da Seduc, Júlio César da Rocha, a secretaria apoia a participação dos estudantes no programa tendo em vista a importância que o Jovem Senador tem para a formação do protagonismo Juvenil. “O contato com a Casa de Leis [o Senado] é um grande estímulo para a formação de líderes. Lá, eles [os alunos] conhecem como são feitos os projetos, e têm, de fato, o envolvimento com os trabalhos. Desde já, agradecemos aos participantes por levar para o Senado as boas iniciativas do nosso Estado”, afirmou.