Polí­cia

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A Justiça Federal prorrogou ontem, 17, por mais cinco dias, a prisão temporária do ex-governador Sandoval Cardoso e de outros sete presos na Operação Ápia, entre eles o ex-presidente da Agetrans, Kaká Nogueira. 

De acordo com informações repassadas pela assessoria de imprensa da Polícia Federal ao Conexão Tocantins na manhã de hoje, 18, dos 21 mandados de prisão temporária, 11 pessoas continuam presas, até o momento 9 já foram libertos e 1 está foragido que é Donizeth de Oliveira, fiscal de contrato da Agetrans. 

Operação Ápia 

Operação Ápia tem o objetivo de desarticular organização criminosa acusada de atuar no Estado fraudando licitações públicas e execução de contratos administrativos celebrados para a terraplanagem e pavimentação asfáltica em diversas rodovias estaduais. 

Ao todo seis empresas estão sendo investigadas e prestando esclarecimentos à Polícia Federal além de servidores públicos e empresários que participaram da fraude que apropriou de mais de R$ 200 milhões de recursos públicos. O ex-governador Siqueira Campos também está entre os investigados e já foi ouvido pela PF.