Cursos & Concursos

Foto: Divulgação O prefeito Laurez Moreira garantiu aprovação de novos salários O prefeito Laurez Moreira garantiu aprovação de novos salários

O Sindicato dos Profissionais da Enfermagem no Estado do Tocantins (SEET) reuniu-se na tarde dessa quarta-feira, 19, com o prefeito do município de Gurupi, Laurez da Rocha Moreira, para tratar dos salários oferecidos aos profissionais de enfermagem em concurso em andamento.

Marcaram presença na reunião com o prefeito, o procurador geral do município, Thiago Lopes Benfica, a diretora geral do SEET, Celijane Abreu e o diretor Financeiro do Seet, Paulo Fernando de Souza.

Durante a reunião os representantes do Seet expuseram indignação com os salários oferecidos no certame, solicitando que houvesse uma mudança na Lei nº 2.267 de 22 de dezembro de 2015, Lei que trata do Plano de Carreira, Cargos e Salários dos servidores municipais, que altere o salário inicial de carreira dos profissionais de enfermagem e demais servidores do quadro da saúde.

Conforme exposto pelos gestores, a prefeitura havia solicitado uma alteração nos salários iniciais de todas as categorias, através do Projeto de Lei Nº 13, de 14 de março de 2016, que dispõe sobre os vencimentos bases dos profissionais da área da saúde, que conforme explicação do prefeito o projeto foi devolvido por vedação da justiça devida ao período eleitoral e que neste momento eles não tem como alterar tais salários. "Não poderíamos aprovar aquele projeto este ano, mais eu preferi lançar o edital e cumprir com um dos meus compromisso com a população de Gurupi, que é profissionalizar e estabilizar os servidores, do que prolongar ainda mais este certame", afirmou Laurez Moreira.

Ainda segundo o prefeito, no início de janeiro será criado uma comissão composta também pelos sindicatos para que se refaça este Projeto de Lei apresentando na Câmara, para que assim, antes da homologação do concurso já esteja aprovado os novos salários dos servidores que serão efetivados. “Nós nos comprometemos com esta revisão, até porque eu não pratico estes salários com nenhum dos nossos servidores. A nossa intenção é regularizar esta situação, não conseguimos fazer este ano, mais no início do ano que vem já teremos resolvido e por isso, pedimos para que os profissionais façam o concurso, pois serão sim bem remunerados, dentro das condições financeiras do município", disse o gestor. 

A diretora geral do Seet, Celijane Abreu, reafirmou ao prefeito que a entidade estará cobrando de perto esta situação. "Nós vamos informar aos nossos filiados o que foi dito durante esta reunião e queremos reafirmar que estaremos sempre cobrando os direitos dos profissionais da enfermagem e que tomaremos todas as medidas que forem necessárias para isso", pontou Celijane Abreu.

O concurso já foi motivo de várias críticas, principalmente pelo Seet