Economia

Foto: Divulgação

A Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto) divulgou o resultado da Balança Comercial do Tocantins com dados do terceiro trimestre de 2016. De acordo com a publicação, as exportações somaram US$ 584 milhões, valor 35,3% inferior ao registrado no mesmo período de 2015. Já as importações somaram quase US$ 79 milhões, valor que também é inferior em 45% em relação a este período em 2015.A publicação completa está disponível no site www.fieto.com.br no link Estudos e Pesquisas

Na comparação com 2015, a pauta exportadora do Tocantins registrou leve diversificação com 26 novas classes de produto. O destaque foram os Resíduos da Extração do Óleo de Soja com participação de 8,4% de participação na pauta em 2016. Dentre os dois principais produtos da pauta, a soja caiu 33% e a carne bovina congelada reduziu 22%, enquanto outros couros e peles bovinos aumentaram 80%.

Na tabela das maiores cidades exportadoras e importadoras, Pedro Afonso aparece com 20,83% de participação nos produtos exportados. Em segundo e terceiro lugar estão as cidades de Porto Nacional e Cariri do Tocantins com 12,85% e 12,50%, respectivamente. Já nos produtos importados, Palmas lidera o ranking com 54,37% de participação.

Devido ao aumento em obras de cestaria e de outras matérias para entrançar, as exportações por modal Postal cresceram em 103% durante este período. Já por via Rodoviária o aumento foi de 478% em relação a 2015 com destaque para as importações, principalmente de Farinha de Trigo e Azeite de Oliva. Estes produtos tiveram um aumento de 22% e 33% em 2016 e nove novos produtos foram importados por essa via.

O Tocantins é responsável por 6,2% do total de exportações da região Norte e apenas 1,3% das importações. Nesse período, todos os estados da região Norte reduziram suas exportações, sendo que no Tocantins essa redução foi de 35,3%. O Acre foi o estado que mais reduziu suas importações, 79%, e o Tocantins reduziu 45%.