Polí­cia

Foto: Divulgação

Encontra-se recolhido na carceragem da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), Daniel H. D. do N., 31 anos. Ele é suspeito de aplicar golpes na internet e revender produtos de origem criminosa e foi capturado, por policiais civis da 5ª Delegacia de Palmas, comandados pelo delegado Evaldo de Oliveira Gomes, na tarde desta terça-feira, 1° de novembro, quando se encontrava em uma Lan House, localizada na Quadra 904 Sul em Palmas. 

Conforme o delegado Evaldo, as investigações que resultaram na prisão de Daniel, foram iniciadas há cerca de 10 dias, quando os policiais civis da 5ª DPC, passaram a monitorar as ações do indivíduo devido a indícios de que o mesmo estava realizando compras, em sites da internet, utilizando senhas de cartões de crédito clonados por ele.

“Nós começamos a investigar o Daniel pelo fato de que o mesmo, após adquirir uma grande quantidade de bens na internet, usando senhas de cartões clonados, passava a anunciar a venda, sobretudo de aparelhos celulares, por meio de um grupo de compra e venda, no aplicativo WhatsApp, por preços bem abaixo dos praticados no mercado”, ressaltou. 

De acordo com as investigações da Polícia Civil, Daniel fazia os pedidos de compras dos celulares, os quais eram entregues no endereço de sua residência, bem como nas casas de outros indivíduos, que também faziam parte do esquema criminoso. “O Daniel recebia os aparelhos celulares encomendados por ele e por alguns comparsas e depois, os colocava a venda no WhatsApp pela metade do preço e, para dar mais credibilidade à ação criminosa, o suspeito fornecia notas fiscais falsas aos compradores”, pontuou o delegado. 

Diante dos fatos, os policiais foram até a Lan House de Daniel, onde o mesmo confirmou que realizava compra e venda de aparelhos celulares pela internet, mas que as transações eram legais. No entanto, os agentes já tinham conhecimento do esquema criminoso e, após realizar buscas no estabelecimento, encontraram e apreenderam três aparelhos sem nota fiscal, bem como outros 15 aparelhos novos comprados de forma ilegal por Daniel, mas que estavam em poder de outra pessoa.  Dessa maneira o suspeito foi conduzido à sede da 5ª Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante pela prática do crime de receptação dolosa. 

Ainda na unidade policial, os investigadores da PC, após efetuar levantamentos sobre a vida pregressa de Daniel, descobriram que o mesmo possuía um mandado de prisão em aberto, pelo crime de furto, proveniente da Comarca de Petrolina-PE. Desta maneira, a ordem judicial foi cumprida e, após os procedimentos cabíveis, o indivíduo foi encaminhado a CPPP, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Ainda de acordo com o delegado, as investigações terão continuidade a fim de apurar a prática de outros possíveis crimes cometidos por Daniel.