Polí­cia

Foto: Divulgação  Gado furtado é recuperado pela Polícia Civil em Araguaçu Gado furtado é recuperado pela Polícia Civil em Araguaçu

Policiais Civis da Delegacia de Araguaçu, comandados pela delegada Rosalina Maria de Almeida, deram cumprimento a dois mandados de prisão preventiva em desfavor de Eli d. S. O., 33 anos e Jonas G. d. S., de 30 anos de idade. Eles são os principais suspeitos de furtar 14 cabeças de gado de uma propriedade rural, na zona rural daquele município e revender para um fazendeiro em São Miguel do Araguaia-GO. 

Conforme a delegada, há cerca de dois meses, a vítima registrou o furto de várias cabeças de gado de sua fazenda, sendo que na oportunidade, um vizinho flagrou um veículo suspeito, na região, o qual era ocupado por dois indivíduos. Algumas semanas depois, a vítima e a testemunha estavam em Araguaçu, quando reconheceram o veículo que estava na cena do crime, bem como um dos seus ocupantes, que era conhecido da vítima como Antônio. 

Na época dos fatos, a Polícia Militar prendeu o suspeito, o qual estava de posse de várias porções de drogas. No entanto, na Delegacia, foi constatado que, na verdade, o nome verdadeiro do indivíduo era Eli d. S. O., sendo que o mesmo foi autuado por tráfico de drogas. Após levantamentos da equipe da polícia civil, foram localizados dois mandados de prisão contra Eli, os quais foram cumpridos imediatamente. 

Dando continuidade as investigações, os agentes da DP de Araguaçu, reuniram indícios concretos de que Eli, em parceria com Jonas G. haviam sido os responsáveis pelo furto do gado e, desta maneira, a delegada, representou, junto ao Poder Judiciário, pelos mandados de prisão preventiva de ambos, os quais foram concedidos e cumpridos, na última quinta-feira, inicialmente contra Eli, que já estava preso em Araguaçu, e logo após, em desfavor de Jonas, que estava preso em São Miguel do Araguaia – GO, após ter sido preso pelo crime de receptação de um veículo roubado. 

No decorrer dos trabalhos investigativos, os policiais civis localizaram a vítima do carro, que estava em poder de Jonas e descobriram que, na realidade, ele era o receptador do gado furtado. Os policiais civis então foram até a propriedade do homem, onde encontraram e apreenderam 14 cabeças de gado, as quais foram reconhecidas e restituídas ao legítimo proprietário. 

Desta maneira, o crime foi desvendado e os dois autores identificados continuarão presos à disposição do Poder Judiciário, sendo que Jonas G. deverá ser recambiado para a Cadeia Pública de Araguaçu.