Polí­tica

Foto: Divulgação

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou que está em fase de conclusão o processo licitatório para a construção da ponte que liga os estados do Tocantins e Pará, nos municípios de Xambioá e São Geraldo. A comissão de licitação do DNIT está analisando as nove propostas apresentadas para a execução da obra. O menor valor apresentado foi de R$ 130 milhões.

Segundo a deputada federal Professora Dorinha (Democratas/TO), assim que essa fase for concluída, previsão é que a ordem de serviço para o início da obra seja assinada ainda esse ano.

A construção da ponte está sendo viabilizada via emenda impositiva da bancada federal do Tocantins, que priorizou a obra na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2016. 

“Essa ponte é um antigo anseio dos municípios do Norte do Estado como Ananás, Piraquê, Araguaína, Araguanã, Araguatins, Santa Fé do Araguaia e Aragominas e, especialmente, Xambioá. Toda a bancada tocantinense abraçou a ideia de apresentar uma emenda impositiva para tornar esse anseio uma realidade”, disse a deputada Professora Dorinha. 

A obra está contemplada no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), terá 1.721 metros de extensão, será construída no trecho da BR-153 que interliga Xambioá e São Geraldo e se tornará uma importante integração entre a hidrovia Tocantins-Araguaia e a ferrovia Norte-Sul. Atualmente, a travessia no trecho é realizada por meio de balsas, o que dificulta o escoamento da produção da região.