Polí­tica

Foto: Divulgação

No último dia 20, o Banco do Brasil anunciou que 379 agências passarão a ser postos de atendimento e 402 serão desativadas em todo território nacional. No Tocantins, duas agências serão fechadas e outras oito transformadas em postos de atendimento. Preocupado com o impacto da ação no Tocantins, o deputado estadual Valdemar Júnior (PMDB) promoveu uma reunião nesta quinta-feira, 24, com o superintendente da Instituição no Estado, Edson Branco da Cruz Filho. 

Durante o encontro, o superintendente garantiu que o atendimento ao público não será comprometido, como linhas de crédito, aberturas de contas e outros serviços. No Tocantins, os municípios afetados com a medida são Ananás, Cristalândia, Divinópolis do Tocantins, Fátima, Figueiropólis, Natividade e Palmas com quatro agências.

"Quando vi a notícia do fechamento das agências no Estado fiquei muito preocupado, pois são agências que estão em municípios estratégicos para a economia regional. Nesta reunião o superintendente do Banco do Brasil nos garantiu que nada vai mudar para a comunidade local em termos de atendimento e prestação de serviços e isso nos tranquiliza e garante estabilidade econômica para esses municípios", relatou o deputado Valdemar Júnior.

Participaram também da reunião o subsecretário de Administração do Tocantins Fernando Suarte, o presidente da Adapec Humberto Camelo, os vereadores eleitos de Natividade Raimundo do Príncipe, Lucas Pinto, Pedro Nunes, o ex-vereador Jimmy Mikhail e Ricardo Suarte.

Por: Redação

Tags: Banco do Brasil, PMDB, Valdemar Junior