Estado

Foto: Divulgação

As 42 comarcas do Judiciário tocantinense acompanham os trabalhos da 11ª Semana Nacional da Conciliação. Magistrados e servidores seguem empenhados nos atendimentos voltados à solução adequada dos conflitos, e algumas comarcas já começaram a apresentar os resultados da ação.

Na Comarca de Dianópolis, conforme dados do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), foram designadas 63 audiências envolvendo processos cíveis e de família. Na escrivania, o total de acordos atingiu o percentual de 73%, chegando ao valor de R$ 9.474,60.

Além de incentivar a disseminação da cultura da paz e do diálogo, na Comarca os trabalhos também representaram uma oportunidade para que os alunos do Curso de Conciliação e Mediação pudessem vivenciar na prática os meios para atender aos cidadãos. 

O coordenador do Cejusc de Dianópolis, juiz Jossaner Nery Luna agradeceu a colaboração de todos que atuaram de forma direta e indireta durante os trabalhos, e segundo ele, “essa Semana teve como objetivo principal divulgar a cultura da pacificação social em contraposição à cultura do litígio”, afirmou o magistrado.

Comarca de Araguaína

Na Comarca de Araguaína, o Juizado Especial Criminal também já divulgou o balanço parcial das atividades realizadas durante a Semana Nacional da Conciliação. Na escrivania, foram realizadas 200 audiências sob a coordenação do titular do Juizado, juiz Kilber Correia Lopes.