Meio Ambiente

Foto: Divulgação  Treinamento capacitará os técnicos do Meio Ambiente sobre como operar, com mais eficiência, as Plataformas de Coleta de Dados já instaladas Treinamento capacitará os técnicos do Meio Ambiente sobre como operar, com mais eficiência, as Plataformas de Coleta de Dados já instaladas

A partir desta terça-feira, 29, a equipe técnica de Hidrometeorologia da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) participa de um curso de reciclagem, em campo, com o objetivo de operacionalizar com maior eficiência as quatros plataformas de coletas de dados (PCDs) instaladas nos rios Formoso e Urubu. A capacitação, que segue até sexta-feira, será realizada pela empresa Hexis, a mesma que forneceu as plataformas para o órgão.

Até o momento quatro PCDs foram instaladas, sendo três no Rio Formoso e uma no Rio Urubu. As PCDs funcionam com energia solar e transmitem os dados por telemetria, via satélite. A rede de monitoramento hidrometereológica (chuva e vazão) enviará os dados para a Central de Monitoramento de Recursos Hídricos do Estado do Tocantins e da Agência Nacional de Águas (ANA).

A capacitação, segundo o gerente da Semarh, Lorenzo Rigo, é uma reciclagem oferecida pela empresa, onde foram instalados os equipamentos. “O objetivo é podermos operacionalizar com uma eficiência maior. Por isso, vamos rever desde a configuração do sistema, a calibração dos sensores de níveis e a precipitação”, afirmou Lorenzo Rigo.

O gerente destacou que a prática será fundamental para as PCDs que já estão em funcionamento e para as próximas que serão instaladas. “Ano que vem, a previsão é que serão mais seis plataformas adquiridas para monitorar os níveis dos rios que cortam o Tocantins”, adiantou.

O trabalho que a equipe de hidrometeorologia da Semarh realiza envolve monitoramento, coleta de dados, limpeza e calibração dos equipamentos. As platormas foram adquiridas por meio do Programa de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão), realizado pela ANA.

Progestão

O Programa de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão) é um programa de incentivo, por meio da ANA, aos sistemas estaduais para aplicação exclusiva em ações de fortalecimento institucional e de gerenciamento de recursos hídricos, mediante o alcance de metas definidas a partir da complexidade de gestão escolhida pela unidade da federação.