Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 5ª Delegacia da Capital, autuou em flagrante delito, na tarde desta terça-feira, 29, Silas B. R., 29 anos e Dióses M. L., 27, pela prática dos crimes de receptação, contrabando, porte ilegal de arma de fogo e posse ilegal de arma de fogo. 

Conforme o delegado Evaldo de Oliveira Gomes, Silas foi preso pela Polícia Militar, quando se encontrava em sua residência, localizada no setor Bela Vista, em Palmas. Na residência do indivíduo, os policiais militares encontraram e apreenderam; uma pistola, calibre 380, modelo PT 58hc, com respectivo carregador, mas com a numeração raspada, uma espingarda de ar comprimido, sem marca aparente, adaptada para efetuar disparos de calibre .22, sete munições intactas de calibre .380, além de quatro munições calibre. 22, não deflagradas.

Com as buscas, foram localizados ainda seis relógios de pulso de marcas e modelos variados, algumas peças de joias, vários aparelhos celulares, um notebook, óculos de sol, um kit de ferramentas adaptada para arrombar fechaduras, rolos de mangueiras para jardim, uma pia de banheiro, uma balança comercial, mil cento e onze maços, contendo 200 cigarros cada, bem como uma motocicleta Honda, CG Fan 160cc, de cor vermelha. 

Em seguida, os policiais foram até a casa de Dióses, também localizada no setor Bela Vista e lá apreenderam mais algumas pulseiras e anéis, sendo que em uma da peças, havia o nome da vítima gravado. Diante dos fatos, Silas foi autuado por receptação, contrabando, posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e posse de arma de fogo de uso restrito. 

Dióses foi autuado em flagrante por receptação, mas como não recolheu aos cofres públicos a fiança arbitrada pela autoridade policial, foi encaminhado, juntamente com Silas, à Casa de Prisão Provisória de Palmas, (CPPP), onde ambos os homens permanecerão à disposição do Poder Judiciário. 

O delegado informa que os objetos apreendidos serão periciados e, com exceção das armas e dos pacotes de cigarro, serão restituídos aos seus legítimos proprietários. As equipes da 5ª Delegacia de Polícia Civil darão continuidade às investigações, nos sentido de apurar a autoria do roubo os objetos.