Saúde

Foto: Lino Vargas Prefeitura de Gurupi utiliza selos para identificar infestação do Aedes Aegypti Prefeitura de Gurupi utiliza selos para identificar infestação do Aedes Aegypti

A Prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria da Saúde, promoveu no setor Vila São José, um mutirão de visitas e entrega de selos que identificam o grau de limpeza e combate ao mosquito transmissor da Zika Vírus, Chikungunha e Dengue em residências. A ação contou com a parceria dos escoteiros da Igreja Adventista, que panfletaram e conscientizaram a população, juntamente com os agentes comunitários.

Nesta próxima sexta-feira, 2, às 7h30, o mutirão acontece no Centro da cidade, iniciando na Praça de Santo Antônio e percorrendo as Avenidas Piauí, Maranhão, Goiás, Pará e Mato Grosso.

Vigilância e Inovação

De acordo com o prefeito Laurez Moreira, Gurupi está sempre vigilante quanto às doenças endêmicas e por isso, possui os menores índices de casos da doença do Norte do Brasil. "Além de vigiar, estamos também inovando através da utilização de cores de identificação. Temos certeza de que o Gurupiense responderá com a sua parte bem feita, como tem sido nos últimos anos em nosso município", garante o prefeito.

A Secretária de Saúde comentou sobre o mutirão. "Já havíamos trabalhado nesse sentido em outras ações ao longo do ano com limpeza bairro a bairro. Mas para este final de ano, as ações foram inovadas com os selos de identificações que irão facilitar ainda mais o trabalho dos agentes de endemias", comemorou Sueli Aguiar.

Selos

As casas receberão selos de identificação em três níveis: verde - mostrando que a casa está livre de focos de larvas do mosquito; amarelo - que mostra sinal de alerta, onde há água parada e sujeiras, mas sem focos; e vermelho - sinal de perigo, onde é encontrada água parada, focos e sujeiras.

"Eu fico muito feliz com essa ação da Secretária da Saúde, porque com esse selo eu sei que minha casa está livre de focos da dengue, e os agentes pode trabalhar mais atento nas casas que estão com o selo vermelho", comentou Maria do Carmo, 56 anos.