Educação

Foto: Adilvan Nogueira A rede estadual de ensino será representada por 12 estantes do Caic de Palmas A rede estadual de ensino será representada por 12 estantes do Caic de Palmas

Estudantes do Centro de Atenção à Criança e ao Adolescente (Caic) de Palmas, participam nos dias 3 e 4 de dezembro do campeonato Open Nacional de Karatê - Palmas. O evento esportivo reunirá competidores do Tocantins, Pará e Maranhão. Para disputar o campeonato que acontece no Ginásio Poliesportivo Ayrton Senna, os 12 atletas tocantinenses contam com o apoio da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc).

Os representantes da rede estadual de ensino no evento são: Luiz Eduardo Queirós, Sara Alves, Estela de Souza, Filipe Alves, Cleidenilson Rocha, João Vitor Soares, Fábio Rodrigues, Bruno Vinícius Chaves, Pedro Henrique Tavares, Jean Coelho, Whalisson Carvalho e Caroline Nunes Amaro dos Santos.

Os karatecas são treinados pelo professor de artes marciais do Caic, Edilson Ferreira, que ministra as aulas práticas e teóricas de karatê para todos os estudantes da unidade escolar durante o período em que estão na escola. Aqueles que mais se destacam recebem um treinamento extra para competir dentro e fora do Estado. “Muitos dos nossos alunos já competiram fora do Tocantins e são medalhistas. Nossa expectativa é que neste campeonato também possamos ser vitoriosos”, frisa Edilson.

Caroline Nunes Amaro dos Santos, de 11 anos, cursa o 6º ano e já foi duas vezes campeã no Open Nacional de Karatê na categoria 11 a 12 anos. Segundo ela, apesar das experiências anteriores, sempre é preciso intensificar na preparação para ter um bom desempenho na competição. “Cada disputa é única. Estamos focando nos treinos para fazer uma boa apresentação e conquistar novas medalhas. Estamos confiantes”, relata.   

O professor da equipe do Caic ressalta que, além do bom desempenho no tatame, as aulas de karatê também contribuem para o desenvolvimento escolar dos atletas. “Para se dar bem nesse grupo não basta ser bom karateca, é necessário destacar nos estudos também. Além dos benefícios para a saúde, a prática das artes marciais influencia na vida escolar, favorecendo a concentração, a disciplina, que são refletidas em sala de aula e no aprendizado”, destaca Edilson.