Esporte

Foto: Manoel Júnior Corredores da categoria Idosos agradecem à organização do evento por sentirem-se valorizados Corredores da categoria Idosos agradecem à organização do evento por sentirem-se valorizados
  • Corredores da categoria Idosos agradecem à organização do evento por sentirem-se valorizados
  • Eliésio valoriza a XVI Meia Maratona como evento tradicional do Estado
  • Atleta de Palmas vence a Maratona na sua categoria e fotografa com a Secretária

Atletas de várias idades e de diversas regiões do Brasil participaram da XVI Meia Maratona do Tocantins, em Palmas, no último sábado, 3. O evento foi organizado pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e teve premiação em dinheiro, para os primeiros colocados, e medalhas, para todos os participantes que concluíram o trajeto.

Wanessa Zavarese Sechim, secretária de Estado da Educação Juventude e Esportes, esteve no evento e falou da importância do esporte para a vida e a saúde das pessoas. “É uma satisfação para o Estado e para a Seduc, a realização de eventos assim. O governo do Estado promove o esporte para todos. Há premiação que chega a 4 mil reais, inclusive oferta de medalhas a todos os participantes. Dessa forma, todos se divertem e socializam o momento, que é de solidariedade, inclusão e paz”.

Esta é a primeira vez que a Meia Maratona do Tocantins é realizada à noite, mudança que atende sugestões dos atletas que, às vezes chegavam a passar mal, por causa do calor forte, quando o evento acontecia no período da manhã.

Para Salim Milhomem, Superintendente de Esportes da Seduc, a valorização de todos os competidores é necessária. “Todos os participantes serão premiados com uma medalha, considerando que os primeiros colocados, em cada categoria, receberão medalha e troféu e também dinheiro. É uma forma de incentivar o atleta. Palmas é a capital da corrida e essa Meia Maratona é muito esperada por todos. É uma satisfação do governo e da Secretaria realizar esse evento para todos os corredores”, enfatizou.

Muitos atletas conhecidos do público participaram da corrida. O colecionador de troféus, Eliésio Miranda, único atleta campeão quatro vezes da Meia Maratona do Tocantins, conseguiu a segunda posição na corrida deste sábado e fala do segredo para as conquistas. “Tem que ter dedicação e muito treino. Dessa vez fiquei em segundo lugar na classificação, sofri uma lesão recentemente, mesmo assim não poderia deixar de participar dessa corrida que é do nosso Estado,” agradeceu aos organizadores.

De forma positiva, Ilza Ana Barbosa, comentou, antes do início da corrida, sua expectativa de desempenho na Meia Maratona. “Eu sempre penso positivo. Estou confiante, vou à luta e sei que vai ter vitória,” comentou. Ilza conseguiu a segunda posição na categoria Meia Maratona 21km feminina.

O evento envolveu pessoas de várias idades e lugares. Gercino de Abreu Quixabeira, 76 anos, e Espedido Alves dos Santos, 62, vieram de Palmeirópolis, Tocantins, cerca de 450km de Palmas. Os dois comentaram sobre o evento e a corrida falando de experiências com esse esporte. Gercino começou a correr quando tinha 58 anos de idade. “Eu agradeço muito a Deus e aos preparadores do esporte por valorizarem a gente, mesmo com essa idade. Corri em Palmeirópolis na chácara do mano [mano é o Espedito que estava ao seu lado], 23km em 2h e 16 minutos, juntamente com uns colegas. Agradeço de coração,” finalizou.

O corredor Espedito disse que todo ano faz esse percurso de 23km com o Gercino e mais um grupo de amigos. Para a participação nas corridas, Espedito dá o conceito que o leva ao envolvimento com o esporte. “O esporte é saúde e lazer, além de tirar as pessoas das drogas e da rua”, disse.

Jhon William Cabral, estudante da escola estadual Setor Sul, de Palmas, foi o primeiro colocado na Modalidade Infantil 13 a 14 anos. Em poucas palavras, falou de sua emoção na corrida, enquanto tirava foto com a Secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, Professora Wanessa Sechim. “Treinei para essa competição, estou com uma emoção muito grande, me sentindo vencedor”, afirmou.

Quem esperou bom resultado foi Igor Cabral de Carvalho, 17 anos, de Palmas. Ele também coleciona medalhas. Já foi classificado nos Jogos de Londrina estado do Paraná e nos Jogos Escolares da Juventude, na capital da Paraíba. Igor foi o terceiro colocado na Meia Maratona do Tocantins. Antes da corrida ele comentou que sempre quer melhorar. “Quero melhorar mais. Espero bom resultado nessa Maratona e pegar o título para o Tocantins”, finalizou.

Esta é a quinta vez que pessoas com deficiências participam do evento, que já é uma tradição esperada por todos os corredores. Alfredo Sosa, um dos organizadores fala da importância de incluir esse público e também as crianças. “Dar oportunidade de participação para esse público é fundamental, pois poucos eventos desse porte incluem pessoas com deficiências”, ponderou.