Polí­tica

Foto: Divulgação ​Halum e diretores da SAC mostram o projeto do novo aeroporto de Araguaína ​Halum e diretores da SAC mostram o projeto do novo aeroporto de Araguaína

Para tratar sobre as novas obras de ampliação do Aeroporto de Araguaína, o deputado federal César Halum (PRB-TO) esteve na tarde desta quinta-feira, 7, na Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, em audiência com o diretor do Departamento de Gestão do Programa Federal de Auxilio a Aeroportos, Eduardo Bernadi e com o coordenador-geral de Planejamento, Marcio Maffili. Ambos afirmaram que os investimentos que totalizam o valor de R$ 65 milhões já estão liberados e que a previsão para que a licitação aconteça é no primeiro semestre de 2017, entretanto a Prefeitura de Araguaína tem a responsabilidade de desapropriar algumas áreas até março do próximo ano. 

“Não existem impedimentos técnicos ou orçamentários para a modernização do aeroporto. Nosso maior empecilho está relativo às desapropriações – a cargo da prefeitura –, para viabilizar operação de navegação por instrumento de não precisão (quando o aeroporto opera com baixa visibilidade). Tais desapropriações são fundamentais para que possamos autorizar o edital de obras no ano que vem. Só dependemos disso”, pontuou o coordenador-geral da Secretaria de Aviação Civil, Marcio Maffili.

De acordo com César Halum estão previstas a construção de um novo terminal, com área total de 2.160m², reforma e ampliação da seção contra incêndio, novo pátio e recuperação e ampliação da pista de pouso, dentre outros investimentos. Com isso, o aeroporto poderá receber aeronaves de código 4C, que inclui aeronaves com capacidade para 186 assentos (exemplo: Boeing 737-800).

“Várias companhias áreas já mostraram interesse em investir em Araguaína e o sucesso desse projeto, que luto a muito tempo, está cada vez mais próximo. Tudo que um parlamentar podia fazer, foi feito, porém para as obras de alargamento lateral, que possibilitará instrumentar o aeroporto, depende-se da prefeitura de Araguaína tomar as medidas para a desapropriação de áreas próximas, que por sinal já foi advertida pela SAC a alguns meses. Não podemos perder esse dinheiro e as obras precisam começar. Vale ressaltar também a eximia atuação do Senador Vicentinho Alves que sempre esteve conosco nesse pleito”, ponderou Halum.