Estado

Foto: Divulgação

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da comarca de Araguaína participou no sábado (10/12), do projeto Ágape Solidário, desenvolvido pela Associação Beneficente Ágape (ABA), no Setor Tereza Hilário.  

O evento contou com diversas ações, incluído atendimento jurídico, atendimento médico e odontológico, assistência social e foi realizado em parceria com a Igreja Ágape na Escola Municipal Cesar Belmino Evangelista.

O Cejusc da comarca de Araguaína fez atendimento pré-processual, palestras para famílias envolvidas em conflitos e sobre paz no trânsito, realizada pela equipe da justiça móvel de trânsito.

Os trabalhos foram conduzidos pela Juíza coordenadora do centro, Umbelina Lopes Pereira e pelo juiz substituto Carlos Roberto Dutra, com envolvimento de toda equipe formada por conciliadores, servidores e voluntários.

Para a juíza coordenadora do Cejusc da comarca de Araguaína, “as ações do centro devem abranger obrigatoriamente cidadania e foi o que fizemos durante o evento, dando, inclusive, cumprimento ao que estabelece o art. 165 do Novo Código de Processo Civil, na medida em que estimulamos a autocomposição de conflitos, com as palestras e atendimentos. Foi realmente gratificante essa experiência de justiça comunitária para toda equipe do Cejusc de Araguaína. Pretendemos fazer em outros bairros, disseminando a cultura de paz”.