Geral

Foto: Divulgação Os grupos levaram ações solidárias, palavras de conforto, e alguns mantimentos Os grupos levaram ações solidárias, palavras de conforto, e alguns mantimentos

No último sábado, 17, a Casa de Apoio Vera Lúcia Pagani, em Palmas/TO, recebeu a visita de dois grupos de jovens que levaram como propósito a solidariedade e o fortalecimento da autoestima dos hóspedes, através de ações solidárias, palavras de conforto, e alguns mantimentos.

A superintendente de assistência social, Rosana Trindade, da Secretaria do Trabalho e da Assistência Social (Setas), falou da importância dessas ações voluntárias idealizadas por jovens, “É muito bom vermos isso. Enquanto alguns estão inteiramente voltados para si, temos aqui pessoas tão jovens doando-se em favor daqueles que sequer conhecem”, disse.

A primeira ação aconteceu no início da manhã, alunos da Escola Estadual Frederico José Pedreira Neto organizaram uma visita para o exercício do amor e da compreensão, se dispuseram a levar conforto e a certeza, aos hóspedes da Casa, de que eles não estão sozinhos. Entregaram também presentes, mantimentos, e produtos de higiene.

A diretora da Escola, Aurora Massarelo, que acompanhou a visita, disse estar feliz com o envolvimento dos alunos. “Nas disciplinas em que trabalhamos a diversidade, buscando levar a nossos alunos exemplos de exercícios de cidadania; eles se empenharam completamente nesta visita e o resultado é essa grande emoção que presenciamos agora”.

A segunda ação solidária aconteceu durante todo o dia. O grupo de jovens Amigos Movidos pelo Amor aos Irmãos (AMAI) idealizou diversas atividades voltadas ao bem estar dos hóspedes. O grupo, formado por jovens de diversas igrejas, atua com ações desse tipo desde maio, sempre na Casa de Apoio.“Surgiu como um sonho de dois amigos e que foi se multiplicando; hoje somos um grupo de 22 pessoas que se harmonizam para trazer amor e algum conforto a quem está angustiado. Mas é Deus quem nos fortalece, e é dele que vem a nossa força”; declara, Cidiane Mendes, de apenas 18 anos.

 A hóspede, Suiane Barros dos Reis, 28 anos, da cidade de Almas, está acompanhando um familiar em tratamento na capital e ficou surpresa com a ação promovidas pelos jovens. “Não sabia, mas fico muito feliz. Hoje o dia promete ser muito bom pra gente esquecer as dificuldades do momento”, afirmou.