Estado

Foto: Divulgação

Os servidores públicos do Tocantins ainda não receberam o 13° salário. De acordo com informações repassadas pela Secretaria Estadual de Comunicação nesta terça-feira, 20, o Governo do Estado aguarda a liberação de crédito oriundo da multa da repatriação autorizado pelo Governo Federal através de Medida Provisória editada na noite dessa segunda-feira, pelo presidente Michel Temer. Segundo a pasta, esse foi um pleito dos governadores para que o recurso complemente o valor da folha e o 13º seja garantido.

De acordo com a Secretaria de Comunicação, o valor estimado da folha é de R$ 223 milhões (valor bruto) e de R$ 143 milhões (valor líquido).

O 13° salário poderá ser parcelado. Acontece na manhã de hoje, 20, reunião na Secretaria da Fazenda (Sefaz) para a tomada de decisões sobre o assunto.  

Repatriação 

O Tocantins receberá cerca de R$ 170 milhões em recursos das multas da Lei de Repatriação. Foi autorizado em novembro pelo presidente Michel Temer o repasse aos Estados dos valores arrecadados com multas pagas por quem aderiu ao programa de regularização de bens e ativos no exterior, conhecido como Lei da Repatriação. (Matéria atualizada às 11h52min)