Estado

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sisepe), Sindicato dos Profissionais de Educação (Sinpef), Sindicato dos Profissionais da Enfermagem (Seet), Sindicato dos Auditores Fiscais e Sindicato dos Farmacêuticos do Estado do Tocantins (Sindifato), estiveram na tarde desta terça-feira, 20, na Secretaria Estadual da Administração (Secad) no sentido de obter informações sobre o pagamento do 13° salário dos servidores públicos do Estado. 

De acordo com o presidente do Sinpef, Luciano Lucas, a primeira informação dada aos sindicalistas foi que o secretário da Administração, Geferson Barros, entrou em recesso e só retorna em janeiro. "Viemos com o intuito de conversar com o secretário e chegando aqui recebemos a informação de que ele entrou em recesso hoje e só retorna em janeiro", disse Luciano. Outra informação repassada aos sindicatos é de que a folha de pagamento está sendo finalizada e será remetida aos órgãos para pagamento, com possibilidade de quitação até a próxima sexta-feira. "Há também aqui uma possibilidade de que pode ser paga amanhã, segundo uma pessoa da folha de pagamento", afirmou. Esta última informação, segundo Luciano, foi repassada por "uma pessoa da folha de pagamento". 

O recurso de repatriação deverá cair ainda na tarde desta terça-feira, nas contas do Estado, segundo informação obtida por Luciano. A posição dos sindicalistas é de não aceitar parcelamento do benefício. "Diante disso não há motivos para o Estado protelar o pagamento e muito menos parcelar. Baseado nessas informações e infelizmente a ausência do secretário que já está em recesso, a gente acredita que vai ser pago", disse. 

O presidente do Sisepe, informou que não foi repassada nenhuma informação oficial. "O secretário nem lá estava. A informação que se teve foi de boca de funcionário, mas nada de confirmação do governo, nada de oficial!", frisou. 

Sisepe 

O Sisepe protocolou nesta terça-feira, notificação extrajudicial exigindo do governador Marcelo Miranda o pagamento imediato do 13° dos servidores públicos do Estado do Tocantins.