Estado

Foto: Washington Luiz Presidente do Igeprev, Jacques Silva Presidente do Igeprev, Jacques Silva

O presidente do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Tocantins (Igeprev/TO), Jacques Silva, explicou na tarde desta terça-feira, 20, ao Conexão Tocantins, o motivo para a realização de reforma e construção de estacionamento no prédio da sede do Igeprev em Palmas/TO, com assinatura de contratos somados em R$ 2.549.772,11. Jacques Silva disse que as obras são estritamente necessárias devido a falta de infraestrutura e criticou a obra original do prédio que, segundo ele, foi mal feita pela construtora MVL Construções. "Esse prédio está detonado por dentro. Banheiro não funciona e são muitos banheiros e colocaram armário de madeira que estão todos podres e tem que tirar. A parte de elétrica toda arrebentada, rachaduras para tudo quanto é canto. A obra foi mal feita, foi realmente uma porcaria!", afirmou. 

A construtora MVL Construções pertence ao empresário Marcus Vinícius Lima Ribeiro, que foi preso durante a Operação Ápia, da Polícia Federal.

Outra justificativa do presidente Jacques Silva, é que o órgão cresceu. "O órgão cresceu muito, não cabe mais e estamos fazendo inclusive um anexo para colocar questão de arquivos, almoxarifado, uma série de coisas. Não é uma obrinha!", disse. O presidente continuou elencando os defeitos e disse que o prédio precisa de uma reforma urgente. "É um prédio abandonado, não tem muro, não tem guarita, não tem nada, abandonado lá. Por mais de uma vez jogaram pedras nos vidros e quebrou", disse. Segundo ele, a cobertura e o telhado do prédio serão trocados e serão feitas várias salas e anexos."É uma reforma total!", salientou. 

Sobre o contrato para a construção do estacionamento, o presidente informou a necessidade de cercar o prédio. "Porque o patrimônio que tem lá é muito grande. Como não existe estacionamento, vamos organizar para que a pessoa que chegar tenha onde estacionar", informou.  

Gasto  

Segundo Jacques Silva, o Igeprev pode gastar administrativamente até 2% de tudo que arrecada, sendo que a receita do órgão é em torno de R$ 600 milhões. “Mas nunca gastei, é a primeira vez!”, informou. 

Aditivo

Ao Conexão Tocantins, Jacques Silva ainda disse que as duas empresas contratadas, a Vértice Construtora e a Talismã Construtora, é que sairão perdendo. "Eles vão sair perdendo porque eu já disse que não vamos fazer aditivo, mas já pintou um problema lá que é para tirar, por exemplo, os arquivos, tem que ser empresa especializada, um problema sério. Acho que vão ter prejuízo, mas isso é problema deles!", disse. 

Segundo ele, as empresas participaram de licitação com outras cinco ou seis empresas e apresentaram o menor preço. Segundo Jacques, as obras já foram iniciadas. "Essa semana inclusive demos recesso porque estão mexendo com os banheiros e na questão de elétrica e aí para tudo", disse. 

Entenda

O Instituto de Gestão Previdenciária do Estado Tocantins (Igeprev/TO) assinou dois contratos somados em R$ 2.549.772,11 para reforma e construção de estacionamento no prédio da sede do órgão em Palmas/TO. O Diário Oficial do Estado desta última segunda-feira, 19, de número 4.766, na página 32, traz o extrato de contrato em que o Igeprev contrata a empresa Vértice Construtora Eireli-EPP pelo valor de R$ R$ 1.544.906,10 (um milhão, quinhentos e quarenta e quatro mil, novecentos e seis reais e dez centavos), para a construção de estacionamento com cerca, anexo, guarita, passarela coberta e urbanização da área no prédio da sede do Igeprev/TO, em Palmas.

Outro extrato de contrato foi publicado no Diário Oficial do Estado do dia 12 de dezembro, de número 4.761 , na página 37, em que o Igeprev contrata a empresa Talismã Construtora e Incorporadora Ltda por R$  R$ 1.004.866,01 (um milhão, quatro mil, oitocentos e sessenta e seis reais e um centavo) para reforma do prédio da sede do Igeprev em Palmas. 

Quem assina é o presidente do Igeprev/TO, Jacques Silva de Sousa e Rômulo José dos Santos, Representante da empresa Talismã Construtora e Incorporadora Ltda.