Estado

Foto: Divulgação Freitas teria realizado o pagamento de indenização aos servidores da Câmara, sem a observância das formalidades legais Freitas teria realizado o pagamento de indenização aos servidores da Câmara, sem a observância das formalidades legais
  • Extrato de instauração foi publicado no Diário do MPE dessa quinta-feira, 29

O Ministério Público Estadual (MPE/TO) instaurou inquérito para averiguar eventual ato de improbidade administrativa que teria sido praticado pelo presidente da Câmara de Palmas, Rogério Freitas (PMDB), no pagamento de indenização aos servidores da Câmara, sem a observância das formalidades legais, causando dano ao patrimônio público.

O extrato de Portaria de Instauração de Inquérito Civil Público foi publicado no Diário Oficial do MPE, dessa quinta-feira, 29, de número 194. O Conexão Tocantins solicitou e aguarda mais informações pelo MPE/TO.  

O Conexão Tocantins tentou por várias vezes contato com o presidente Rogério Freitas, mas não obteve êxito nas ligações. O espaço continua para posicionamento do mesmo.