Estado

Foto: Divulgação

O presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, desembargador Ronaldo Eurípedes participou nesta quinta-feira (5/01), em Manaus, de reunião de emergência convocada pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia para discutir a situação carcerária do Amazonas e da região norte do Brasil, Maranhão e Rio Grande do Norte, quatro dias após 60 pessoas serem mortas dentro de dois presídios do Estado do Amazonas.

Durante o encontro com os presidentes dos TJs, a ministra destacou que o papel do Judiciário é julgar e reforçou que o Poder Judiciário deve trabalhar no sentido de reduzir o número de detentos provisórios e atentar aos processos criminais pendentes de julgamento no Segundo Grau de jurisdição.

A ministra também recomendou que os tribunais levantem a quantidade de processos pendentes de julgamento pelo Tribunal do Júri.

O presidente do TJTO, desembargador Ronaldo Eurípedes, disse que o Judiciário tocantinense já vem trabalhando nesse sentido e está pronto para atender as recomendações da ministra.