Campo

Foto: Divulgação

Encerra no próximo domingo, 15, o prazo estabelecido pela Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), a janela de plantio da soja sequeiro no Tocantins Safra 2016/2017. A medida adotada visa o controle da ferrugem asiática na cultura da oleaginosa. A partir de 2016, a Agência passou a adotar a medida no período de 1º de outubro a 15 de janeiro.

Nesta safra, a Adapec editou uma portaria que torna obrigatório o cadastramento anual a cada safra, das propriedades e/ou áreas produtoras de soja. “Os produtores devem ficar atentos ao prazo de cadastramento que vai até o quinto dia útil após o prazo final da janela de plantio. O sojicultor deve procurar o escritório da Adapec do município onde está a área plantada e preencher o formulário ou se preferirem acesse o site dawww.adapec.to.gov.br/areavegetal”, disse o inspetor de defesa agropecuária,  responsável técnico pelo Programa de Grandes Culturas, Cleovan Barbosa Pinto.

O presidente da Adapec, Humberto Camelo ressaltou a importância desta medida para o controle da ferrugem asiática. “A soja é a principal cultura do Tocantins, e esta ação feita pela Adapec tanto no cadastro, quanto na janela de plantio é uma garantia para controlarmos a ferrugem asiática e outras pragas que afetam a soja”, enfatizou o presidente.

Cleovan explicou que a janela de plantio evitará que o produtor faça mais de uma semeadura por safra. “As pragas ganham resistência quando não quebramos o seu ciclo, e para evitarmos que isso aconteça foi estabelecido por meio de portaria esta calendarização do plantio” disse ele, acrescentando que antes da medida corria o risco do produtor plantar logo no início da safra, colher mais cedo e fazer um novo plantio, e com isso, aumentar o surgimento da ferrugem asiática e de outras pragas, aumentando o número de aplicações de produtos fitossanitários, consequentemente o custo de produção e colocando em risco a eficiência dos produtos disponíveis.

De acordo com a Adapec, na questão fitossanitária, em detrimento do clima seco e falta de chuvas, tanto pragas e doenças até o momento não foi registrado grandes problemas nesta safra.   

Por: Redação

Tags: Adapec, Humberto Camel, campo