Polí­tica

Foto: Cleober Taquara

Com o objetivo de buscar uma solução para evitar o fechamento do Supermercado Mateus e, dessa forma, manter o emprego de mais de 300 funcionários, os vereadores de Palmas formarão uma comissão para dialogar com o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Fazenda. O assunto foi destaque na sessão realizada na Câmara Municipal nesta terça-feira, 7.

O presidente da Casa de Leis, José do Lago Folha Filho (PSD), destacou que é papel do legislativo atuar em situações como esta que impactam diretamente a população. “Apesar de se tratar de tributos estaduais, a Câmara deve intervir, pois a Capital perderá com mais chefes de família desempregados”, afirmou.

A propositura ganhou o apoio dos demais parlamentares. Para o vereador Leo Barbosa (SD), o parlamento municipal não pode ficar passivo diante da situação. “Vamos juntos conversar com o Governo do Estado para não perdermos essa empresa na cidade que gera emprego e renda”, afirmou.

A vereadora Laudecy Coimbra (SD) também destacou apoio à iniciativa. “Já recebi pessoas pedindo emprego porque ficarão desempregados com o fechamento do supermercado. Temos que ser sensíveis a essa problema”, afirmou.

Requerimentos

Ainda durante a sessão foram aprovados 48 requerimentos propostos pelos parlamentares que solicitam benefícios diversos para a comunidade. Solicitações de atendimento de demandas na área de infraestrutura como roçagem, implantação de iluminação pública, recapeamento asfáltico entre outros foram requeridos para diversos bairros da Capital.

A instalação de uma unidade do Shopping da Cidadania na região Norte também foi motivo de requerimento ao Executivo aprovado na sessão. Serviços na área de Trânsito e Transporte, como revitalização de faixas de pedestres, construção de abrigos para pontos de ônibus, instalação de semáforos entre outros também foram solicitados.