Estado

Foto: Miguel Ângelo

Em agenda em Brasília/DF com o presidente da República, Michel Temer, nesta terça-feira, 14/03, o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), Roberto Pires, apresentou demandas de infraestrutura do Estado necessárias ao desenvolvimento industrial e escoamento da produção. A audiência aconteceu no Palácio do Planalto promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) representada pelo seu presidente, Robson Braga de Andrade e o presidente do Conselho Nacional do Sesi, João Henrique Sousa.

Acompanhado dos empresários do Tocantins Bartolomé Garcia, Esequiel Milhomem, José Nivaldo, Lídia Maria Lira e Oswaldo Stival Júnior, Pires levou nove reivindicações como a necessidade de celeridade na duplicação da BR 153 (Aliança/TO a Anápolis/GO), a construção de novos trechos rodoviários no estado, a modernização dos aeroportos de Gurupi e Araguaína e a implantação de um aeroporto em Mateiros, região do Jalapão, a fim de incentivar e intensificar a exploração do turismo na região, entre outras.

“Temos a convicção que o presidente Temer olhará com atenção estas demandas para viabilizar o escoamento da produção e o fortalecimento de setores da economia. Entendemos que estas 9 reivindicações reúnem o que há de mais urgente neste sentido com destaque para a construção da BR 242 (Transbananal) e de uma ponte sobre o Rio Araguaia, na região de Formoso, que ligaria o Tocantins ao Mato Grosso”, disse Pires.

Ele manifestou ainda, em nome do grupo de empresários industriais, integral apoio às recentes medidas adotadas pelo Governo Federal objetivando o equilíbrio do gasto público, bem como o encaminhamento de projetos de reformas estruturais. “Essas ações vêm ao encontro de reivindicações antigas do setor produtivo para a reorganização econômica do País, a exemplo das reformas da previdência e trabalhista, que são insumos fundamentais para a ampliação da competitividade da indústria nacional”, avaliou o presidente da Fieto.

Confira os itens apresentados:

·         Celeridade no processo de duplicação da rodovia Belém-Brasília (BR 153) entre Anápolis (GO) e Aliança do Tocantins (TO).

·         Travessia urbana da BR 153 na cidade de Paraíso do Tocantins (entroncamento com a TO-080 – acesso à Palmas).

·         Remoção do “Pedral do Lourenço” e construção das eclusas nas usinas hidrelétricas de Estreito e Luís Eduardo Magalhães (Lageado) na hidrovia no Rio Tocantins.

·         Construção da rodovia BR 242 (Transbananal) incluindo ponte sobre o Rio Araguaia, trecho de Formoso do Araguaia até o entroncamento com a BR 158 (Mato Grosso).

·         Construção dos trechos rodoviários BR 010 (Aparecida do Rio Negro a Goiatins) e BR 242 (Trecho: Taguatinga a Peixe).

·         Modernização e ampliação dos aeródromos de Araguaína e Gurupi e implantação do aeroporto de Mateiros.

·         Autorização para funcionamento da zona secundária aduaneira (Porto seco) no aeroporto de Palmas.

·         Aparelhamento do Porto de Itaqui para operação com “containers” e melhoria da sua infraestrutura ferroviária.

·         Criação de uma zona secundária aduaneira (Porto seco) no entorno da plataforma multimodal de Porto Nacional (Ferrovia Norte-Sul).