Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador, vice-presidente da Câmara de Palmas, Léo Barbosa (SD), usou a tribuna na sessão desta quinta-feira, 16, para denunciar a Prefeitura de Palmas, comandada pelo prefeito Carlos Amastha (PSB), que, segundo ele, pagará R$ 141.507,73 para retirada de enfeites natalinos e mais R$ 204 mil para a remoção de postes, para a empresa Energisa.

Em tom de indignação o vereador disse que a licitação é criminosa. "Natal a gente sabe quantos milhões são gastos todos os anos. Uma conta que nós pagamos para o prefeito deixar a cidade decorada. Mais o que me impressionou nessa licitação criminosa, é o valor que estão pagando para a empresa que for retirar os enfeites de natal", disse. 

Barbosa quer saber de quem foi a responsabilidade de realizar a instalação dos postes para decoração de natal na Capital. "Nós pagamos uma das contas de energia mais caras desse País. A Energisa tem orçamento suficiente que lhe dá condição (para retirar) estes postes. Vou sistematicamente combater esse tipo de prática, esse tipo de malandragem. Essa licitação é criminosa e eu quero saber quem colocou esses postes lá e por quanto que foi feito", frisou. 

O vereador Júnior Geo (PROS) disse que, no tempo do natal, viu servidores de Palmas instalando decoração natalina em Palmas. "Eu me pergunto se os R$ 345 mil também não foram pagos para a instalação". 

De acordo com o vereador Léo Barbosa, o processo licitatório ocorreu no dia 14 de março deste mês. O vereador pedirá informações a gestão de Palmas para saber quantos postes serão retirados e o porquê deste gasto realizado pelo poder público e acionará o Ministério Público para impedir o processo licitatório. 

Energisa

A assessoria de imprensa da Energisa informou ao Conexão Tocantins que não participa de licitação para o tipo de serviço informado pelo vereador Leo Barbosa. Segundo a assessoria o serviço de retirada dos postes é feito por empresas terceirizadas em negociação própria. (Atualizada às 11h50 do dia 17/03/17)