Saúde

Foto: Divulgação

O Dia D de Vacinação Antirrábica acontece neste sábado, 18, em vários pontos das cidades em todo o Estado para garantir amplo acesso à vacinação, que é a principal forma de prevenção contra a doença. A Campanha segue até o dia 31 de março e tem como objetivo evitar casos de raiva animal e a transmissão da doença para humanos. 

Segundo a assessora do núcleo de zoonoses e animais peçonhentos, Shirley Barbosa Feitosa, a expectativa é de vacinar mais de 307 mil animais domésticos, entre cães e gatos, tanto da zona urbana quanto da zona rural. “Os postos estratégicos de vacinação do dia D são determinados pelas equipes de saúde municipais, mas acontece principalmente nas escolas e unidades de saúde.”

Ela explica ainda que quem não tiver a caderneta de vacinação do animal, não tem problema, pois a equipe estará disponibilizando um canhoto da vacinação para comprovação.

Indicação

De acordo com Shirley Barbosa, a vacina contra a raiva é segura e indicada para cães e gatos com idade superior a dois meses, inclusive, fêmeas prenhas ou que estejam amamentando, animais idosos e animais que estejam sob tratamento medicamentoso.

A vacina será aplicada em dose única para todos os cães e gatos com idade acima de três meses. Os demais, segundo orientação do Ministério da Saúde, receberão um reforço vacinal 30 dias após a aplicação da primeira dose.

Transmissão

A raiva é uma zoonose viral que se caracteriza como uma encefalite progressiva aguda e letal. Como todos os mamíferos são suscetíveis ao vírus da doença, deve-se procurar imediatamente o serviço de saúde mais próximo logo após a ocorrência de qualquer ferimento provocado por animais domésticos, animais silvestres, como morcegos e animais de produção, como suínos, bovinos e equinos.