Polí­tica

Foto: Silvio Santos

A Assembleia Legislativa deverá discutir em audiência pública a construção do trecho da BR-010 compreendido entre Aparecida do Rio Negro e Goiatins, e a federalização da TO-020, de Palmas a Aparecida do Rio Negro.

A proposta é resultado do encontro realizado na sala de reuniões da Presidência nesta terça-feira, dia 11, entre o presidente da Casa, deputado Mauro Carlesse (PHS), do deputado Wanderley Barbosa (SD) e de representantes do Movimento Pró-BR-010. A audiência pública está pré-agendada para o dia 8 de maio.

Os parlamentares presentes e os membros do Movimento Pró-BR-010 concordaram que a mobilização da bancada federal e de outros atores é imprescindível à pavimentação do trecho de 310 km, reivindicada pelo grupo.

Por isso, Barbosa garantiu a requisição da audiência pública o quanto antes. Por sua vez, Carlesse comprometeu-se a convidar a bancada tocantinense no Congresso Nacional, representantes do Sistema S no Estado, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) no Tocantins, além dos prefeitos, vereadores e produtores rurais dos municípios cortados pela rodovia.

Durante a reunião tanto Carlesse quanto Barbosa falaram por telefone com o deputado federal Vicentinho Júnior (PR), que ficou responsável pela mobilização da bancada em Brasília. Além disso, o presidente destacou que vai entrar em contato pessoalmente com todos os convidados. “Faço questão de ligar para nossos deputados federais e senadores, representantes da sociedade civil organizada e produtores rurais”, assegurou.

Federalização

Wanderlei Barbosa vai apresentar ainda outro requerimento solicitando ao Executivo estadual que envie projeto de lei à Assembleia cedendo ao governo federal o trecho da TO-050 que vai de Taquaralto a Porto Nacional, da TO-070, de Porto Nacional a Silvanópolis, e da TO-020, entre Palmas e Aparecida do Rio Negro. Os onze quilômetros da TO-050, da saída da capital para Porto Nacional até o entroncamento com a TO-020, que dão acesso a Aparecida do Rio Negro, já são administrados pelo Dnit desde o início do ano.

A rodovia

Também conhecida como Bernardo Sayão, a rodovia BR-010 liga Brasília (DF) a Belém (PA) passando pelos estados de Goiás, Tocantins, Piauí e Maranhão. É considerada fundamental para o desenvolvimento dos municípios situados à margem direita do rio Tocantins.

“Entre outros benefícios, [a rodovia] vai facilitar o deslocamento da população dessa área em direção aos maiores polos da região central do País, facilitando a busca de serviços médicos, farmacêuticos e educacionais, entre outros”, explicou o jornalista Elpídio Lopes, um dos coordenadores do movimento, acrescentando que a construção do trecho reivindicado vai “retirar do isolamento” mais de 56 mil pessoas.