Campo

Foto: Divulgação

Para celebrar 20 anos sem aftosa no Tocantins, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) fará a solenidade de abertura oficial da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, no dia 6 de maio, às 9h, na Fazenda Gameleira, município de Paranã, região sudeste do Estado. O evento contará com a participação dos produtores rurais da região, políticos e a comunidade em geral.

Para o presidente da Adapec, Humberto Camelo, o evento é uma tradição da Agência, realizado a cada etapa da campanha, maio e novembro, para comemorar vitórias e conclamar os produtores rurais para importância da vacinação do rebanho. “Os altos índices vacinais, aliado as ações de defesa sanitária, nos tornaram referência nacional. Somos habilitados a exportar carnes, produtos e subprodutos para mais de 130 países, nossa carne é de alta qualidade e tem atraído o interesse de mercados nacionais e internacionais”, ressalta.

De acordo com os dados da Superintendência Federal da Agricultura (SFA-TO), em 2016, o Tocantins exportou 33,1 mil toneladas de carnes e miúdos. Entre os maiores compradores estão: Rússia, Hong Kong, Egito, Emirados Árabes e o Chile. No mesmo ano, os frigoríficos registrados no Serviço de Inspeção Federal (SIF) abateram 939,8 mil cabeças de bovinos.

Campanha

A primeira etapa da campanha antiaftosa ocorrerá entre os dias 1º e 31 de maio, todos os bovinos e bubalinos, independente da faixa etária, receberão a dose da vacina. Nesta etapa, serão envolvidos 8,6 milhões animais, distribuídos em aproximadamente 56,5 mil propriedades rurais.  

O produtor rural deverá declarar a vacinação até 10 dias após a compra da vacina, no escritório da Adapec. Vale lembrar, que a multa para quem deixar de vacinar é de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, além de ter a ficha cadastral bloqueada e ficar impedido de movimentar o rebanho. 

Por: Redação

Tags: Febre Aftosa, Humberto Camêlo, Paranã, campo