Esporte

Foto: Jadiel Araújo

A fim de proporcionar melhores condições de vida às crianças e fomentando a prática de esporte na comunidade que a Polícia Militar tem realizado projetos sociais na região sul de Palmas/TO, onde mais de 605 crianças de 11 a 15 anos e adultos participam de atividades gratuitas cujos professores são policiais militares.

As modalidades ofertadas são futebol de salão e de campo, atletismo,  jiu-jitsu e aulas de violão. A corporação tem a filosofia que antes da repressão, função constitucional da PM, há o caminho da prevenção que maximiza a formação de cidadãos conscientes de seus direitos e que buscam o bem-estar social. Dessa forma, as crianças atendidas pelos projetos sociais, dificilmente, irão se envolver em atos criminosos.

Para se inscrever no projeto é necessário que o aluno tenha frequência escolar e boas notas. Tais requisitos fazem parte do acompanhamento dos projetos.

Futebol de salão e de campo

Cerca de 350 crianças com idade entre 7 e 17 anos são atendidas pela modalidade de futebol de campo e de salão, em Taquaruçu. Desde 2015, o policial militar, sargento Francisco Sérgio Rodrigues Araújo, tem atuado na formação de cidadãos. Conforme o militar, a iniciativa que foi pioneira na área do 6º Batalhão da PM visa estimular as crianças a praticarem esportes, a terem interesse pelos estudos e, consequentemente, se tornarem cidadãos conscientes de seus direitos e deveres.

Os treinos de futebol ocorrem de segunda a sexta-feira, no período da manhã e à tarde. As três escolas do distrito de Taquaruçu: Escola Crispim Pereira Alencar, Escola Estadual Duque de Caxias e a Escola de Tempo Integral João Beltrão, localizada na zona rural, são atendidas pelo projeto da PM. Neste semestre as aulas estão previstas para iniciar em maio, inclusive com uma nova modalidade de esporte, as artes marciais.

A modalidade de futebol de salão e de campo atende ainda 85 crianças da Escola Liberdade e Escola Eurídes Cunha, ambas no Aureny III, da Escola Estadual Anísio Teixeira, no setor Bertaville, e da Escola Estadual Novo Horizonte no Aureny IV. Nesses locais, o professor é o cabo César Augusto Ferreira Cruz que disponibiliza as aulas nas segundas, quartas e sextas-feiras, à tarde, e nas terças e quintas, no período da manhã.

Atletismo

Já na modalidade de atletismo estão matriculados cerca de 70 alunos que treinam nas pistas da Escola Municipal Eurídes Ferreira Melo no setor Aureny III e na Universidade Federal do Tocantins, saída para Paraíso. Por meio das aulas/treinamentos realizados pelo sargento Maurício Monteiro da Rocha Marques, os alunos participam de atividades como provas de pista, corridas, lançamento de dardo, arremesso de peso e disco.

As aulas acontecem as segundas, quartas e quintas-feiras no setor Aureny III e as terças e quintas, à tarde, na pista de atletismo da UFT. Inclusive, neste último caso, o transporte dos alunos é disponibilizado pelo 6º Batalhão da Polícia Militar.

Para Paloma Alves, aluna do 8º ano Escola Eurídes Ferreira Melo,  a realização do projeto tem incentivado os alunos para a prática de esportes. “Gosto muito do projeto. Com ele percebi o quanto gosto de praticar corrida e salto. Eu nunca tive a oportunidade de treinar como treinamos aqui”, disse.

Jiu Jitsu

A modalidade de jiu jitsu que atende crianças desde 2015 possui 60 crianças matriculadas. O instrutor/ professor sargentoEvaldo Souza da Silva aplica técnicas de autodefesa e ataque usados para defesa pessoal. Nas aulas, os alunos melhoram os reflexos, aumentam a concentração e a disciplina e diminuem o estresse, acarretando assim, benefícios para o corpo e a mente.

As crianças do projeto participam das aulas as terças e quintas-feiras no período da tarde, na Escola Estadual Setor Sul, e na Base de Integração Social da PM, no setor Morada do Sol II, as segundas, quartas e sextas-feiras, no período da manhã e tarde.

Aulas de violão

As aulas de violão iniciaram em 2016 e atualmente atende cerca de 50 pessoas que participam das aulas ministradas na Escola Municipal Maria Julia e na Base Comunitária da PM, ambas localizadas no setor Aureny III, e em uma igreja no setor Bertaville. As aulas comunitárias atendem crianças a partir de 11 anos, adolescentes e adultos.

Para o sargento Roberto Gomes dos Santos, que ministra as aulas de violão, o intuito do projeto é desenvolver a percepção musical, diminuir o estresse, o desenvolvimento da alegria, paciência e persistência nas práticas sociais, além de trabalhar as potencialidades do instrumento.

As aulas acontecem uma vez por semana e a aquisição do violão é de responsabilidade do aluno. Nesta semana, está previsto para iniciar as aulas no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), em Taquari, que recebe menores de idade após cometimento de ato infracional. Com isso, a PM visa inserir no dia-a-dia momentos de lazer, podendo ainda criar estímulos para que eles desenvolvam novas habilidades.

Interessados

Para os interessados em se matricular nas modalidades dos projetos sociais, basta entrarem em contato pelo telefone do 6º Batalhão da PM, para obter mais informações.

Por: Redação

Tags: Esporte, Polícia, Polícia Militar