Meio Ambiente

Foto: Nelma Mota

Nesta terça-feira, 2, o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) está implantando o Fórum Municipal do Lixo e Cidadania de Miracema.  O Fórum tem o objetivo de reunir os gestores locais, para que a equipe de educadores ambientais do Naturatins ofereça a orientação necessária à definição das ações e planejamento do município, que visem colaborar com as questões de gerenciamento dos resíduos sólidos.

O secretário-interino de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Miracema, Genes Francelino de Alencar, considera muito importante a realização do Fórum. “Hoje em todo município necessitam, tem como uma das preocupações, um dos problemas a questão do lixo. E em Miracema, esta gestão encontrou um dos grandes problemas, pois é um município não possui aterro sanitário. Estamos procurando resolver esse problema. É preciso haja uma mudança de postura e que a comunidade participe junto com a gente”, avaliou.

A coordenadora do Meio Ambiente de Miracema, Osmarília Neves Sousa, falou da expectativa com o Fórum. “A implantação deste Fórum vai nos ajudar a levar informações corretas para uma maior conscientização de toda comunidade, principalmente, no que diz respeito a responsabilidade de cada um em relação ao seu próprio lixo”, pontuou.

O educador e morador de Miracema, Ricardo de Freitas Gonçalves, percebeu o empenho dos gestores Estadual e Municipal nesta iniciativa. “A gente fica muito feliz, com os representantes das instituições, nesse esforço de encaminhar e dar ênfase a este projeto, então a gente espera na verdade, que possa agregar mais valores, que seja colocado em prática tudo que foi discutido hoje pela manhã e trazer conhecimento e uma conscientização sobre a gestão do lixo e das questões ambientais”, comentou.

A convite da Prefeitura Municipal e da Secretaria de Meio Ambiente de Miracema, a educadora ambiental do Naturatins, Maria Alice dos Reis, enfatizou a motivação da demanda. “Estamos auxiliando os municípios e as comunidades, pois vimos vários problemas em relação a questão dos resíduos, a falta de consciência das pessoas, o lixo em terrenos baldios. Então através do Fórum a gente vai estar fazendo o plano de ação para poder minimizar esses problemas”, concluiu.

E nesta quarta-feira, 3, durante a segunda etapa da programação do encontro, será ministrada a Oficina de Vigilante Ambiental voluntário aos participantes.