Campo

Foto: Manoel Junior

As riquezas da cultura tocantinense foram destaque na tarde desta quinta-feira, 11, na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2017). Com apresentações de danças típicas das comunidades tradicionais tocantinenses, a Sússia e Jiquitaia, os adolescentes da zona rural do município de Silvanópolis, sudeste do Estado, animaram a todos com as danças tradicionais.

Acompanhados de canções e sons percussivos tradicionais, os adolescentes apresentaram números de dança ora em pares, ora em grupos, herança das comunidades quilombolas tocantinenses. Também foram apresentadas as inovações culturais, com a adaptação da dança Sússia com elementos de axé music, tornando um ritmo novo, a Tecnosússia.

Segundo a idealizadora do projeto Raízes da Cultura, a professora Juaci Carvalho de Araújo, também conhecida como Tia Jura, a ideia surgiu em 2004 com o objetivo de acolher crianças e adolescentes do projeto de assentamento Santa Tereza, distante a 22 km de Silvanópolis, que se encontravam em situação de vulnerabilidade social. “Fomos arrecadando alimentos. As crianças chegavam para se alimentar e depois iniciávamos as aulas. Hoje, elas produzem as peças que usam nas apresentações, além de bordados e artesanatos típicos da região”, ressaltou.

Agrotins

Nesta sexta-feira, 12, a programação segue com diversas atividades, como palestras, oficinas, aberturas de exposições, workshops, roteiros e práticas sustentáveis, com o objetivo de capacitar, principalmente, os produtores tocantinenses. Ao todo, serão mais de duas mil capacitações. A estimativa é de que aproximadamente 100 mil pessoas, com as caravanas dos pequenos produtores dos 139 municípios, visitem o Centro Agrotecnológico de Palmas, durante a Feira.

Por: Redação

Tags: Agrotins, Agrotins 2017, Silvanópolis, Sússia, campo