Campo

Foto: Divulgação

O boneco Olímpio, símbolo das campanhas de conscientização do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos ( Inpev), foi a atração principal do estande da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), durante a 17ª Agrotins. A presença do personagem na Feira atraiu a atenção, principalmente das crianças, produtores rurais e estudantes.

Na oportunidade, foi distribuído material educativo para reforçar as mensagens de conscientização repassadas pelos engenheiros agrônomos. “Abordamos de forma interativa e divertida a importância da devolução das embalagens vazias de defensivos agrícolas, e o Olímpio fortaleceu a disseminação de informações, principalmente para as gerações futuras”, afirmou o responsável técnico do núcleo de agrotóxicos da Adapec, Lenyhawre Lima.

A coordenadora de operações do Inpev, dos estados de Goiás, Tocantins e do Distrito Federal, Acilamar Vilela, ressaltou a parceria da Agência nas ações que envolvem todo o Sistema de Campo Limpo, bem como o trabalho de educação. “O Olimpio é nosso porta-voz, nos identifica e abre canal de comunicação entre revendedores, estudantes, agricultores e fabricantes, que aqui estão”, afirmou. A coordenadora disse ainda que o calendário do Tocantins para o Recebimento Itinerante (RI) está definido. A primeira cidade contemplada será Dianópolis, depois mais 15 serão abrangidas.

Dados

O Tocantins está em 3º lugar no ranking nacional em evolução na devolução dessas embalagens. Em 2016, foram devolvidas 605,2 toneladas de embalagens vazias, um crescimento de 21,6%, em relação a 2015, quando foram devolvidas 497,9 toneladas. Com isso, o Estado ficou atrás somente dos estados de Rondônia e Sergipe. “Fazemos um importante papel na conscientização dos elos da cadeia produtiva, enfatizando a responsabilidade de cada um nesse processo. O objetivo é diminuir o risco para a saúde das pessoas e de contaminação do meio ambiente”, afirmou o presidente da Adapec, Humberto Camelo.

A produtora rural, Maria Zélia de Jesus, do município de Dois Irmãos, demonstrou que tem a preocupação de preparar as embalagens vazias para devolução. “O técnico me lembrou que a devolução deve ser feita na unidade de recebimento indicada na nota fiscal, até um ano depois da compra”, disse.

Cabe a Adapec fiscalizar o uso e o armazenamento dos produtos em lojas cadastradas, além do funcionamento do sistema de devolução e destinação final das embalagens.  

Por: Redação

Tags: Adapec, Agrotins, Agrotins 2017, campo