Polí­tica

Foto: Guilherme Paganotto

A Reforma da Previdência será o tema de uma Audiência Pública a ser realizada às 9h de quinta-feira, 18, na Câmara de Vereadores de Palmas. O objetivo é debater a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 287/2016) apresentada pelo presidente da República Michel Temer e discutir como as novas regras podem afetar os trabalhadores e trabalhadoras da Capital.

A Audiência Pública foi solicitada pelo vereador Tiago Andrino (PSB) por meio de requerimento, que foi aprovado pelos demais parlamentares da Casa. Para ele, é imprescindível que os vereadores de Palmas também discutam a Reforma. “Fiquei feliz com a aprovação do nosso requerimento, porque essa PEC trará um impacto direto na vida de todos os trabalhadores da nossa cidade, sejam rurais ou urbanos, mulheres ou homens”, defende.

O presidente da Casa, José do Lago Folha Filho (PSD), também destacou a importância desse debate. “É importante que a população participe dessa Audiência Pública na quinta-feira. Nós convidamos deputados federais, a senadora Kátia Abreu, a sociedade civil organizada, enfim, todos os segmentos que se dispuseram a debater essa Reforma”, afirma.

PEC 287/2016

Motivo de polêmica e assunto que tem ocupado as manchetes de diversos veículos de comunicação, a Reforma da Previdência (PEC 287/2016) divide opiniões em todo o país. Foi apresentada pela Presidência da República como uma saída para a crise previdenciária.

Segundo dados do Governo Federal, a Previdência tem registrado um rombo crescente. Em 2016, o déficit do RGPS (Regime Geral da Previdência Social) foi de R$ 149,7 bilhões, e a previsão dos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e da Previdência, Dyogo Oliveira, é de que o rombo atinja R$ 202,2 bilhões em 2018.