Polí­tica

Foto: Divulgação

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio da 4ª Promotoria de Justiça de Paraíso, recomendou ao presidente da Câmara de Vereadores de Paraíso para que promova concurso público, destinado ao preenchimento de cargos de atendimento nos serviços administrativos da casa de leis.

Em resposta, ao enunciado pelo MP, o presidente da Casa, vereador JC (PMDB), disse que o concurso público alegado, já consta no orçamento da Câmara para este ano. Segundo o presidente, o projeto é de sua autoria e foi incluído no orçamento no final do ano passado.

De acordo com o Ministério Público, a Câmara tem mais de 70% de seus servidores comissionados. A informação é confirmada pela atual direção, que alega que no concurso anterior foram disponibilizadas pouquíssimas vagas, obrigando a Câmara a ter que realizar novo certame em pouco espaço de tempo. "Além disso, a Câmara de Paraíso aumentou o número de parlamentares passando de 9 para 13 vereadores" lembra o presidente.

O último concurso realizado na Câmara de Paraíso foi no mandato do ex-vereador Neivon Bezerra, em 2011. O ex-presidente disse que as vagas disponibilizadas, eram as que supriam as necessidades da Casa naquela época.

JC disse que o Ministério Público cumpre com sua obrigação de cobrar a legalização dos cargos e que o lançamento do concurso deverá acontecer em agosto ou no máximo até setembro. O prazo dado pelo Ministério Público para evitar ação é novembro de 2017. “Tem muita gente querendo tirar proveito desse problema, mas se a Câmara tivesse feito o dever de casa antes, esse problema já teria sido resolvido. Mas nós vamos resolver”, garantiu o presidente JC.