Polí­tica

Foto: Divulgação Milton Neris não poupou nas alfinetadas a Tiago Andrino Milton Neris não poupou nas alfinetadas a Tiago Andrino

O prejuízo enfrentado por famílias palmenses com a falta de infraestrutura em loteamentos comercializados por empresas do ramo imobiliário, principalmente no Santa Helena - localizado na região Sul de Palmas/TO -, foi o tema central dos debates parlamentares durante a sessão desta quarta-feira, 24 na Câmara de Palmas. Com o calor das discussões, os vereadores Milton Neris (PP) e Tiago Andrino (PSB) acabaram por trocar farpas. 

Tudo começou quando o vereador Etinho Nordeste (PTB) apresentou requerimento solicitando a recuperação de vias do setor Santa Helena, ressaltando que o parlamento deve convocar os responsáveis por lotear e comercializas essas áreas para cobrar soluções. Após os loteamentos da Capital virarem tema de discussão, Milton Neris chamou a responsabilidade para o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB) e o vereador Tiago Andrino, subordinado ao prefeito, saiu em defesa do gestor. "Não existe hoje loteamento que não cumpre o seu papel e vocês estão vendo a postura do prefeito, muitas vezes brigando e sendo até atacado por alguns desses que fazem esse tipo de empreendimento", afirmou. 

Andrino ainda atacou Milton Neris dizendo que o vereador gosta de fazer teatro. "É fácil fazer bravata, é fácil ficar falando dos outros colegas com falta de respeito, e engoli muita coisa desse senhor (Neris), mas vou ter que colocar o dedo na ferida e dizer quem é Milton Neris nesta Casa", alfinetou Andrino. 

Milton Neris então rebateu, chamando Tiago de desinformado. "Vossa excelência não sabe de nada porque chegou aqui ontem, é desinformado. Sabe que os loteamentos antigos aprovados pelo Fenelon (ex-prefeito da capital), passaram foi década sem serem abertos, porque não conhece essa cidade. Vossa excelência é um pilantra, malandro, recebe dinheiro da Friboi, recebeu dinheiro da JBS", chegou a dizer Milton a Andrino. 

Neris ainda disse não precisar ser puxa-saco do prefeito de Palmas para ser vereador. "Sou eleito vereador por mérito meu. Não preciso do prefeito Amastha gastar R$ 12 milhões numa campanha de deputado federal para me eleger;  eu não preciso gastar milhões para ser vereador e não preciso porque tenho voto, eu tenho voto e ele (Andrino) não tem. Ele precisa da Prefeitura para ter voto", disse. 

Comissão 

Foi instituída uma comissão especial para acompanhar as demandas dos moradores de diversos bairros, para apurar a responsabilidade de empresas, principalmente do Grupo Ricanato. “Todos os vereadores têm recebido muitas reclamações de pessoas que compraram os lotes e que sofrem com a falta de infraestrutura. As empresas colocam a culpa na Prefeitura. Queremos detectar onde está a falha para que possamos corrigir isso e dar uma reposta ao cidadão”, frisou  o presidente da Casa, José do Lago Folha Filho (PSD). 

Confira a sessão na íntegra