Saúde

Foto: Nielcem Fernandes Bombeiros colaboram para ajudar a manter os estoques no banco de leite Bombeiros colaboram para ajudar a manter os estoques no banco de leite

Mais que um ato de cuidado, a doação de leite materno é sinônimo de amor ao próximo. O leite é o principal e melhor alimento pro bebê até os seis meses, protege contra alergias, infecções, possui todos os nutrientes necessários e ajuda na criação dos anticorpos. Contudo, algumas mães que não conseguem amamentar seus filhos por diversos motivos e por isso é tão importante que mulheres sadias e com leite em excesso façam a doação.

Vinda de Pedro Afonso, município localizado na região central do Estado, a estudante Naiara Gomes conta que teve dificuldades ao retirar o leite do peito para amamentar a pequena Lara Vitória, mas que a situação mudou depois que foi acolhida no Banco de Leite Materno do Hospital e Maternidade Dona Regina, em Palmas. “Aqui no Banco de Leite tive todas as orientações que precisava. Fui muito bem acolhida e isso garante o alimento a minha filha”, conta, agradecida.

A estudante está hospedada na Casa de Apoio do Hospital há um mês e relata que no período noturno a quantidade de leite que ela dispõe já não é suficiente para amamentar a recém - nascida. “É neste momento que a gente conta com outra ajuda, com a das mães que doam o leite e isso faz toda a diferença”, diz.

Enquanto a estudante consegue alimentar a filha por meio de doações, a moradora de Porto Nacional, Keishienny Selvati Coelho Carvalho, é uma das mães que colaboram para alimentar os pequenos bebês internados na maternidade. “Minha filha está hospitalizada e se alimenta por sonda, então tenho muito leite para doar. Faço a ordenha de quatro a cinco vezes por dia e é muito importante e gratificante poder ajudar a quem precisa. Sinto-me muito bem em fazer esse ato de amor”, relatou Keishienny.

Atualmente são 36 bebês internados nas unidades neonatais no Dona Regina que precisam de leite materno. A necessidade diária gira em torno de 8 a 10 litros de leite por dia. “Mensalmente, são arrecadados cerca de 160 litros de leite materno, mas seria necessário dobrar essa quantidade e alcançar 360 litros por mês”, lembra a coordenadora do Banco de Leite Walkíria Pinheiro.

Rede de doações

A rede de amor composta pelas mães que doam leite materno é reforçada pela ajuda da consultora de moda, Patrícia Fernanda Fregonesi, que está entre as 100 doadoras cadastradas no Banco de Leite do Hospital e Maternidade Dona Regina. Segundo ela, a doação de leite foi despertada ao perceber que a produção era maior que o consumo.

“Sempre soube da importância da doação, mas foi somente aos oito meses que resolvi doar. Senti-me acolhida, querida e percebi ainda mais a importância que o meu leite tinha para a sobrevivência de outras crianças”, relatou emocionada. Hoje, a filha de Patrícia está com um ano e um mês de vida.

A consultora relatou ainda, que “a equipe do banco proporciona a comodidade de realizar o atendimento em casa”. “Eles têm todo um cuidado com quem está doando e com quem irá receber o leite materno. Recebi todas as orientações e o kit para realização da ordenha”, destacou. 

Cada pote que vem no kit de ordenha comporta 500 ml de leite e a primeira visita na residência é realiza por uma enfermeira e por um profissional do Corpo de Bombeiros Militar (CBM-TO), por meio do Projeto Bombeiro Amigo do Peito, que faz esse trabalho de coleta desde 2003. “O profissional de enfermagem orienta e tira dúvidas das mães. Caso necessário, o bombeiro também está apto a realizar orientações”, disse a coordenadora do Banco de Leite, Walkíria Pinheiro.

No Estado, existem três bancos de leite, sendo eles em: Araguaína, Palmas e Gurupi, além de dois postos de coleta: no Hospital e Maternidade Dona Regina, em Palmas, e Hospital Materno Infantil Tia Dedé, em Porto Nacional.

Para doar, as mães devem ligar para o banco de leite, quando serão orientadas sobre como proceder.

Unidades e pontos de coletas do Banco de Leite

Centro de Referência para Bancos de Leite Humano do Tocantins – Hospital e Maternidade Dona Regina Siqueira Campos - Endereço: ACNE 1, Conj. 04, Lote 36/38, -Palmas – TO. Unidade aberta 24 horas.

Posto de Coleta de Leite Humano na Unidade Básica de Saúde, na Quadra 403 Norte – Endereço: Quadra 403 Norte, Alameda 01, APN 40 – Palmas – TO.

Banco de Leite Humano – Hospital Dom Orione – Endereço: Rua Dom Orione, Nº 100 - Centro, Araguaína - TO.

Banco de Leite Humano - Hospital Regional de Gurupi – Endereço: Rua Presidente Juscelino Kubitscheck, Nº 1541 – Setor Central - Gurupi – TO.

Posto de Coleta de Leite Humano Dona Marly - Hospital Materno Infantil Tia Dedé – Endereço: Rua Raquel de Carvalho, Nº 143, Jardim Brasília – Porto Nacional – TO.