Estado

Foto: Leandro Pinheiro O prefeito Charles Dias da Silva, de Palmeirante, destacou a importância das audiências O prefeito Charles Dias da Silva, de Palmeirante, destacou a importância das audiências

As prefeituras de Palmeirante e Arapoema firmaram pacto de comprometimento com o plano de enfrentamento ao trabalho infantil. As duas cidades do Norte tocantinense receberam as audiências públicas na quinta-feira e sexta-feira, 26.

A Caravana do Norte contra o Trabalho Infantil esteve em Palmeirante durante toda a manhã da quinta-feira, 25. Na ocasião aconteceram debates e apresentações culturais. Gabriel Paiva, representando os estudantes da rede municipal, apresentou um número musical e falou sobre o tema. “Não podemos deixar que volte o tempo de quando nossos pais tinham que trabalhar na roça e deixavam o estudo e aprendizado para trás; pois sabemos que só o estudo pode transformar a nossa realidade social”, disse o estudante.

O prefeito Charles Dias da Silva que assinou o termo de pactuação de enfrentamento ao trabalho infantil, falou sobre o Fórum. “As audiências são importantes para fortalecer o combate ao trabalho infantil para nosso município pela necessidade que temos de mantermos nossos jovens em sala de aula. Estamos empenhados nessa luta, mas precisamos da sociedade ao nosso lado”, disse o gestor.

Arapoema

Arapoema recebeu a Caravana do Norte na manhã da sexta-feira, 26, na Câmara dos Vereadores da cidade.

Para o presidente da Câmara, Divino Rodrigues de Oliveira, o Fórum é importante por também esclarecer aos empresários alguns conceitos que nem sempre ficam claros para eles. “As informações tornam os empresários responsáveis pela contratação desses adolescentes e os chama para participarem dessa luta que deve ser de todos”, disse ele.

O evento contou com a presença de estudantes e das autoridades locais e na ocasião foi assinado o pacto de comprometimento da gestão em estabelecer um plano de enfrentamento ao trabalho infantil.

Caravana do Norte contra o Trabalho Infantil

A Caravana do Norte contra o Trabalho Infantil está promovendo a realizando as audiências públicas que debatem o trabalho infantil no Estado. As audiências são promovidas pela Secretaria de Estado do Trabalho e da Assistência Social (Setas) em parceria com o Fórum Tocantinense de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Fetipa).

Participam da organização dos debates: o Ministério do Trabalho e Emprego, a Setas, o Sistema Nacional de Emprego (Sine), a Secretaria de Estado da Educação Juventude e Esportes (Seduc), a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), a Rede Nacional de Aprendizagem (Renapsi), e a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins).

Por: Redação

Tags: Arapoema, Palmeirante, Trabalho Infantil